um pouco do que me interessa

sábado, 3 de abril de 2010

Diretor do tempo



Procuro a solidão
Como o ar procura o chão
Como a chuva só desmancha
Pensamento sem razão
Procuro esconderijo
Encontro um novo abrigo
Como a arte do seu jeito
E tudo faz sentido
Calma pra contar nos dedos
Beijo pra ficar aqui
Teto para desabar
Você para construir


neste momento pediria:Luiz Fernando Guimarães dirige a minha vida
lúdico ,claro,teatral e bonito
retrate meu olhar

abrO as cortinas
o diretor na platéia
sentado na cadeira do meio do grande tetro
dirija
26 anos desta mesma peça
diretor:destino
ele diz:não vá para lá
e não tenho a bendita sorte de encontrar no bar,na sessão de supermercado,na rua ,na chuva ele,eles
um verdadeiro desencontro
um verdadeiro encontro meu
um solo
estou solando
solando eu com minha saudade de algo que não sei
olhei para trás
e o cenário é:um amontoado de pessoas paradas
como alegorias
me olhando
são as lembranças
olho para trás e vejo :quanta poeira

eu a garota da sapatilha
eu que olho para os pés
eu dos banhos quentes pensantes
eu do lado da cama direita
eu
completa em tantas coisas
eu querendo despertar minha primavera
eu meu particular

palavra não sai de mim
meu coração transborda como dicionário
palavras borradas
estou tentando me comunicar
como escrevo?
que devo dizer?

permiti
entre sem o bem -vindo na porta
mas não chego a plenitude de nada
e não ficam cheiros nos dedos

alianças
sorrisos
prêmios
lágrimas
taças de champagnes sendo cruzadas
uma pena azul para dar sorte


sobre festas e despedidas em portões,portas:Não me interessa que digam mal de mim nos jornais, o que interessa é o tamanho da coluna. (Andy)

sinto um cordão preso ao coração
o coração feito marionete de mim mesmo
eu prendi e o manipulo de maneira errada e lenta
por que sinto que carrego o giz ainda na mão
desenho coisas absurdas no chãO do pensamento
pus folhas do outono em cima da palavra saudade

enchi a casa de flores ,já que os animais fazem falta
sinto a alegria embriagada das visitas


apaixonei-me por um escobar de tv
pelos lábios bonitos
pelos olhos doces
e pela dança do corpo
quero um homem menino que dance
e dance com as mãos
e tenha olhar de anjo
seja inesperado
como se fosse uam gota caindo do céu
trazendo uam chuva fina que limpa a alma e molha os cabelos levemente
não quero tempestades
cansei
por isso não trouxe mais guarda-chuva para casa

apaixono -me pelo que está dentro de uma tela,não pelo possível palpável
canso-me de papos
canso-me de textos
canso-me de brincar de casinha
canso-me de ser segunda opção
suspiro com um beatles tocando junto com as folhas das ruas
canto com billie holiday
porto alegre se mistura um vento e calor insuportável
tento viver menos o que foi do passado

colori a casa
parece-me que espero alguém
pela forma que decoro e aguardo
aguardo eu
aguardo eu entrando pela porta bege
e dizendo qualquer coisa bonita
eu faço chá comigo mesma e até gosto da cia
aguardo meu encontro com alguém que se perdeu
ei...
eu não sou triste e nem me acostumei a sofrer
os garotos embrutecem
viram a canção "cara valente"
você diz pra mim o que você diria para vocÊ
instalaram coisas pesadas no meu peito
por que eu inventei de abrir minhas asas
e fui num vôo rasante
parei de ser gaivota

pensei a noite:eu não me despedi,eu não me despedi,eu não me despedi
recebi tua saudade do colo materno
eu não disse obrigada
e nem cortei nosso nó
nosso cordão
parece uma férias
mesmo sentindo que a casa pequena é muito doce

a cidade está com um clima bonito
as paineiras estão surgindo
igualmente minhas lembranças
lembranças não tão floridas
estou com umas certezas
repetindo coisas como as músicas das casas
Por vezes o afecto é uma flor tímida que leva o seu tempo a desabrochar. (Mr.Wisley)

terminei a noite torcendo por capitu e bentinho
guspindo palavras para ser entendida
o tempo parece primeirtas aula de piano
aprendizado lento
sinto o peito quieto
sem nada ofegante
e nem a voz seca
não digo nada ao pé do ouvido


Dizem que o tempo cura tudo. (Sophie)

Pergunto-me se, no fim de contas, a vida não será pontuada por pequenos instantes preciosos, e tudo o resto não passará de intervalos entre esses instantes.

duas músicas bonitas



Um comentário:

Nanda Lima disse...

Ameei, mtu bão mesmo :B
Adoro filosofar e você faz isso como ninguém *-*-* q
Quanto as musicas, gostei muito da primeira, a segunda achei engraçada, [/Oi, acho graça de tudo.bjs]mas também é boa.. rs

Beijinhos, sucesso :*