um pouco do que me interessa

quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

Cão sem dono.

03 45 h (procurando a batida perfeita...o compasso perfeito,a melodia perfeita)
Quis um cão sem dono que me cuidasse da febre
Quis um cão sem dono que me dissesse que sou poesia
Quis um cão sem dono que me ligasse bebÂdo, mesmo que fosse já noite
Quis um cão sem dono que se preocupasse comigo

Me vi um cão sem dono.eu...cão sem dono

Lembrei de pequenas coisas perturbadoras com o filme ....e o cabelo preto.

Os fogos terminaram rápidos,talvez na praia existam mais.
Uma pequena solidão se instaura...

E a minha "Marcela" que não liga?Existe uma "Marcela"?

Bob Dylan para a alma (Moonshiner)...coloquei bem alto..q se foda os vizinhos...acho q peguei a mania do monstro de fazer briga com vizinhos e causar barulho na casa...

ps:ainda bem que o celular n]ao está funcionando...n cometo erros para um começo de ano.
ps:filme cão sem dono é absurdamente tão simples,como se sua vida fosse gravada ...que chega a irritar.Quisera eu quebrar casa toda com o fogo que não cessa.



para ele que sumiu...pra sempre!e que nunca terei canções através daquele violão.

Que seja doce 2009



Brilhando,brilhando...Eu sou e serei um cavalo mais forte que caminha em direção ao mar.

Último dia do ano.
O que postar?Agradecimentos,desabafos,mentir,omitir,falar a verdade...
Pus música na casa.Limpei o quarto deixando no lixo todas as lembranças e coisas que não servem mais.Lavei os lençóis para lavar os sonhos impregnados.Pus fotos e cores no mural,agora ele está repleto de caminhos,vontades,admirações.
Desci os livros da estante e prometi ler mais,passar meus olhos sobre textos que a muito tempo me tocavam.
Arrumei as coisas como queria e ai percebi o quanto não parei em casa neste ano.
Estranho estar em casa completamente sozinha,de onde ouço apenas o barulho das patas dos cães,minhas músicas,meus suspiros.
Não me pergunte se estou triste,feliz,ansiosa....Não sei quais expectativas tenho para ano que virá.Parece que tudo que planejo,que inspiro não dá reaLmente certo.Então deixarei como Caio:Que seja doce...deixarei as coisas seguirem o seu fluxo.
Disse olhando para teus olhos que o ano de 2008 foi doce.Mentira.Este ano próximo que será.
Desejo continuar do lado de quem amo.Desejo estar do lado dos me admiram e respeitam.Desejo estar do lado de um amor que amarei e me amará.Desejo mais silêncios em casa e coisas mais doces.Desejo projetos que realmente caminhem com pessoas que acrediteme façam acontecer. Desejo mais dinheiro, para que eu possa me virar.Enfim, desejo coisas e se elas vierem fico grata.
Poderia fazer uma retrospectiva do ano,mas este blog já diz muito do que aconteceu.Além de que meu lado caranquejo está cansando (andando para trás sempre)
Hoje verei meus filmes.Tive o prazer de alugar filmes que sempre quis ver(Império dos sonhos,Amor à flor da pele,Cão sem dono,Tempo que resta e Não estou lá) .Estes dias de silêncio passarei em casa cuidando dos cães que amo,cuidando de mim e sendo doce,mesmo que com dor entende?(ah meu bem ,eu sei que não me engano,sei que vou chorar meu oceano)
Lá dentro coisas latejando(Amei antes em monólogo ,cansei!) briga chata no telefone,mas nada é em vão,isso era para acontecer.Não corro atrás do que não existe.
A lasanha me espera.Farei que os fogos na rua e as pessoas gritando não existam.
O telefone está desligado,talvez o destino não queira que eu fale mesmo com ninguém.
Querendo sempre ser melhor...me despeço de 2008...
Vou pôr todos sonhos e vontades em um coração.Abrirei ele no fim de 2009.
Pintarei o rosto,arrumarei a mesa,colocarei um cheiro na casa e sentirei os amigos mais perto do que nunca.
Um sorriso esboço.
Seja bem vindo 2009

"Sabe, para mim a vida é um punhado de lantejoulas e purpurina que o vento sopra. Daqui a pouco tudo vai ser passado mesmo - deixa o vento soprar, let it be, fique pelo menos com o gostinho de ter brilhado um pouco... "



QUERO O MUNDO EM TORNO DE MIM,MAS QUERO A ROUPA RASGADA ,PENDURADA NO MEU CORPO SEM NENHUMA EXPLICAÇÃO.
QUERO CANTAR O MEU NOME
E MEU NOME SER CANTADO
E POR ISSO DESCANSAR
ME PERDER EM MAIS DEMORAS
QUE AMORES QUE PERDI
QUERO BÊNÇÃO DOS FRACOS,DOS FORTES ,DOS POETAS
MAS SEM TER QUE ME EXPLICAR
QUERO TUDO ACABAR!

QUANDO MAIS NADA HOUVER, eu me erguerei cantando, saudando a vida com meu corpo de cavalo jovem. E numa louca corrida entregarei meu ser ao ser do Tempo e a minha voz à doce voz do vento. Despojado do que já não há solto no vazio do que ainda não veio, minha boca cantará cantos de alívio pelo que se foi, cantos de espera pelo que há de vir.”

terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Só numa multidão de amores



Ao fundo Maysa (Meu mundo caiu)

A garota de vermelho acordara com um beijo de criança.Não teve coragem diante da família de dizer que gostara do carinho.Pôs o travesseiro no rosto e dissimulou um sono.
Com o gosto ainda dos beijos, sem sentimentos, vindos dela da noite passada.Saiu do carro sem frio na barriga,sem nada.Sem respostas.
Como parece babaca beijar lábios pensando em outro.
Pensou nele.Nele que mal conheceu,nele que ainda lembra dos cabelos pretos e de como segurava o cigarro.Ele está onde?Em sua terra,no RJ que continua lindo?Enfim,não tens por que saber garota.
Sente falta.Falta do que não teve.E isso será amar?Ou você se acostumou a amar e agora estranha que isso não pode se chamar: amor,amar: verbo intranstivo.
Pôs a música em seus ouvidos (If you want me)talvez coloque para lembrar dele tocando-a à noite,na nuca e de sua respiração silenciosa
Se ela gasta suas linhas escrevendo dele, esquecendo até do sofrimento do passado é por que algo ainda pulsa por ti.Pensou que seria maravilhoso convidá-lo para ir ao show da banda que gostam,mas as vontades ficarão contidas.
Ficas com teu amor mal resolvido (com a vida boêmia)por que lá dentro ela loucamente não acho isso tão ruim.Tenta cada dia acostumar com as decisões e tempos.Ela vai depositando suas intensas entregas em livros,músicas e teatro.

Eis que o passado do passado bateu à porta da garota de vermelho.Ela que esperou o fermento à um ano atrás, o recebeu dias depois do Natal.O fermento chegou tarde.
A garota consegiu fazer o bolo sem o tal fermento.Na real fez um doce melhor,que não fosse bolo.Teu fermento chegou tarde!
Em um ano acumulou -se pó diante de que foi nós.
Cansara de esperar fermentos.Pequenas esperanças colocadas dentro de saquinhos.
Ouvira as palavras do passado do passado.Ouvi.Tocou.E com frieza disse: não!
A carência pôs a falar,não mais alto que a mágoa e a verdade.
Como aceitar um amor sem crediblidade ,se teu coração pulsa platonicamente por outro alguém.
O meu "amor" que nego, ficou com minhas roupas intímas e não as entregou por esquecimento.

Oh não sei que dizer...Maysa toca ao fundo.

Sua nova paixão que amara a muito tempo.Colocava Maysa em disco quando pequena e tentava imitá-la.Suas músicas a tocam.
Lerá seu livro em SP.Conversava com o livro durante cada página e dizia:sim Maysa eu te entendo.

Hoje durante trajeto para casa ,com seu novo livro nas mãos, se pôs a ter esperanças.
Voltou para casa e leu Caio.Escutou Maysa e achou isso tudo uma boa receita masoquista.
Mas aqui neste blog pode a garota ser sincera.
dizer que as mãos dadas me incomodam
que não quero juntar minhas mãos com qualquer cheiro,qualquer pele,qualquer coração
dizer que sinto falta do teu ar despojado
dizer que não sou dura,mas amor de passado não dá
que o amor perde crediblidade
que o amor não é tão importante,mas faz falta
que eu me sinto sozinha,mas estou me acostumando
que tive momentos lindos com amigos nestes últimos dias
que não paro agora que escrevo ,ao som de Maysa de pensar nele de cabelos pretos e me sinto a mais idiota das banais...mas que isso passa.
Nada é em vão...
Arff odeio verão...odeia a cidade neste sol.E odeio sentir falta dos que estão longe.

E pensar que que eu só falo de amor,mas nem é isso que mais me preocupa.
Mas este não seria meu blog se não falasse dele:do amor.Eu sou uma personagem de filmes franceses românticos.

Apaixonada por MAYSA e tenho dito.Aumento som e seja bem vinda querida
Transbordo...
Transbordo...

E que venha Caio e venha Maysa
E que venha minha parte inteligente em não cair em papo de passado do passado.
Uma chance existe ,mas duas é burrice.


"... tive vontade de sentar na calçada da rua e chorar, mas preferi entrar numa livraria, comprar um caderno lindo e anotar sonhos"


OUÇA
Para um amor platônico que sai do coração aos poucos...
Ouça, vá viver
A sua vida com outro bem
Hoje eu já cansei
De pra você não ser ninguém
...
(arrasou de brega)e Maysa está lindamente linda.
object width="425" height="344">

Natal?



Um Natal que passou em branco.
Deitei sobre o edredom pesadamente,pus o corpo para descansar e alma para sonhar.
Ouvi os fogos de artifício da rua e pedi para esquecer que era uma data festiva
O telefone não tocou.
Nenhum milagre aconteceu
Nenhuma cena cinematográfica aconteceu
Deitei no sofá e assisti ao filme que de repente começava:"A dupla vida de Veronik"
Não consegui assistir por completo,os olhos estavam pesados ou eu que queria que a noite acabasse cedo?

Acordei com vontade de trocar de lar
Acordei com vontade de ser sempre a Fernanda que gosto, não a que se adapta aos outros
Acordei com vontade de dizer algo realmente valioso para as crianças.
De respirar alegria de outros.
De acordar com afagos ao meu lado.
De cuidar de alguém e saber suas coisas.
De escutar música boa e olhar o sol de outra janela.
De tocar piano com Martin e cantar desafinado,mas com verdade.
De escrever coisas para a pessoa errada no momento,mas pelo menos ter o alivio que enviei,que obtive a coragem que eu não tenho mais.Ou será que amadureci e vi que não vale à pena.
Eu que corria sempre atrás ,me fecho para a busca ,para o retorno.
Gostaria de deixar o meu "eu" burro de lado.

Poderia ter saído hoje para ver a rua,mas minha impotência diante das palavras duras da mãe me impossiblitaram disso.
E como se palavras fortes, me impedissem de sair do lugar.
As palavras caem como uma chuva pesada sobre o corpo,aquelas que machucam,que nem um guarda - chuva consegue te proteger.
Ouvi sobre meus desamores...isso doeu.

Sempre quando bato a porta da casa ouço:JÁ VAI FUGIR? Talvez não fugi hoje,porque fugas já bastam em minha vida,vindas de outras pessoas.
Às vezes dá vontade de dizer ao amor que começa:eeeeeeeeeeeeeiiiiiiiiii não fuja!Mas a gente não pode segurar passáros que querem voar.A gente tenta entender seus vôos , seus vôos errados e inconstantes.
Sinto que no últimos tempos convidei para vôos tranquilos,mas contei até 10 sozinha
1,2,3,4,5,6,,7,8,9,e 10...olhei para o lado e nada tinha.
As pessoas têm medo de voar.

Chorei me olhando no espelho ao escovar os dentes.(pode ser dramática a cena,mas como me disseram TUA VIDA É CINEMATOGRÁFICA) deve ser,liguem a câmera e gravem.
Estou sem respostas para as coisas.

Carrego uma dor roxa no peito,mas sigo com uma esperança chegando ao lilás.

Queria eu caminhar na Paulista e levar-te para comer doces.Mostrar meu mundo que espanca docemente.

Gostaria de cuidar e ser cuidada.(não quem não possa me mover sem alguém na vida,mas tão bonito ter alguém do teu lado)por que todo mundo quer amor.
Gostaria de mudar e não mudar "alguém" que aparecerá
Gostaria de dedicar textos do Caio e fazer tu rir
Gostaria de dizer:sim ,vamos!

Se Papai Noel batasse à minha porta diria:
Que abençoasse e protegesse as estrelas que estão em minha vida e que me desse algo bem doce com momentos amargos,mas ficaria feliz em tê-lo.
Por que sabe...lá no fundo eu acho que sou uma garota excelente...pena que têm pessoas que não enxergam isso.

Darei uma lupa ao amor...

Um nó na garganta,uma esperança que chega a ser boba,uma desesperança que beira ao cinza,uma saudade se apagando...

Me disseram relaxa...só o tempo....
Mas esse tempo tá sendo cruel...como diria uma frase:eu acho que a vida tá passando a perna em mim.

Textos de Caio alimentando a alma com esperanças...
Tenho um dragão que mora comigo.
Estou me confundindo, estou me dispersando.
Gosto de dizer tenho um dragão que mora comigo, embora não seja verdade. Como eu dizia, um dragão jamais pertence a, nem mora com alguém. Seja uma pessoa banal igual a mim, seja unicórnio, salamandra, harpia, elfo, hamadríade, sereia ou ogro. Duvido que um dragão conviva melhor com esses seres mitológicos, mais semelhantes à natureza dele, do que com um ser humano. Não que sejam insociáveis. Pelo contrário, às vezes um dragão sabe ser gentil e submisso como uma gueixa. Apenas, eles não dividem seus hábitos.
Ninguém é capaz de compreender um dragão. Eles jamais revelam o que sentem. Quem poderia compreender, por exemplo, que logo ao despertar (e isso pode acontecer em qualquer horário, às três ou às onze da noite, já que o dia e a noite deles acontecem para dentro, mas é mais previsível entre sete e nove da manhã, pois essa é a hora dos dragões) sempre batem a cauda três vezes, como se tivessem furiosos, soltando fogo pelas ventas e carbonizando qualquer coisa próxima num raio de mais de cinco metros? Hoje, pondero: talvez seja essa a sua maneira desajeitada de dizer, como costumo dizer agora, ao despertar - que seja doce.
Então quase vomito e choro e sangro quando penso assim. Mas respiro fundo, esfrego as palmas das mãos, gero energia em mim. Para manter-me vivo, saio à procura de ilusões como o cheiro das ervas ou reflexos esverdeados de escamas pelo apartamento e, ao encontrá-los, mesmo apenas na mente, tornar-me então outra vez capaz de afirmar, como num vício inofensivo: tenho um dragão que mora comigo. E, desse jeito, começar uma nova história que, desta vez sim, seria totalmente verdadeira, mesmo sendo completamente mentira. Fico cansado do amor que sinto, e num enorme esforço que aos poucos se transforma numa espécie de modesta alegria, tarde da noite, sozinho neste apartamento no meio de uma cidade escassa de dragões, repito e repito este meu confuso aprendizado para a criança-eu-mesmo sentada aflita e com frio nos joelhos do sereno velho-eu-mesmo:

- Dorme, só existe o sonho. Dorme, meu filho. Que seja doce.


domingo, 21 de dezembro de 2008

APENAS UMA VEZ (fim)


Garota de vermelho pulsando
Sai roxo do teu peito.

O filme que viu ao teu lado não sai do pensamento.
If you want me?Realmente não queria.
"Então plante o pensamento e veja ele crescer
Sopre-o e deixe ele ir "
Mas como o próprio filme diz "APENA UMA VEZ" e foi mesmo!

Hey garota não escreva papéis que expressem seus sentimentos.Escreva tudo que sente em seu coração.Guarde para si.Não seja uma boba adolescente.
Que terão feitos com papéis?Lixo, óbvio cara garota.
E tuas palavras foram jogadas como espumas ao vento.

Disse um anjo para garota:"tu consegue fazer os outros tão felizes perto de ti.. e não consegue fazer feliz teus proprios sentimentos!!!"

Será?Será?
Hoje na internet brincaram com seus sentimentos, como se fosse costume ela sofrer sempre.
Será que ela não está errando constantemente nas pessoas?

O monstro esta semana desencandeou um vulcão de sentimentos,questionamentos do passado que estavam guardados numa caixa guardada no alto do armário.
Fato é que a garota odeio garotos,monstros ,que carregam pedras de medo e ligações arrebatadoras.Sabe acho que as pessoas podiam viver coisas tão boas,mas não se permitem.Talvez o bom não é estar ao meu lado.

"Garota de vermelho você é uma garota excelente,maravilhosa...blá ,blá...
AH AH Ah adoro ler começo de foras com este discurso.

Hey garota nós seres humanos somos descartáveis.
Nós podemos gostar de ti num momento e no outro tchau.
Sempre desconfie ao deitar sobre ossos e ouvir coisas.E não caia no papo "eu bebi muitas cevas e não sabia que dizia",pois o coração sempre sabe o que fala.

Hey garota você não têm ódio no peito...o que vc tem?
Eu tenho um coração tingido pelo roxo novamente,uma falta de entendimento e uma pequena mágoa que se recila com o tempo.
Na real ela não sabia que a história ia acabar tão rápido,que as fugas seriam assim tão imediatas.
Que fazer?
NADA!


Pasma com as últimas notícias,em choque com a dureza do ser humano,aceitando o destino,correndo como um cavalo louco pelo mar.


Quero Godard.Quero dormir.Quero esquecer.
Não quero amar mais!
-Não amarás,não amarás (repita como mantra garota de vermelho)
Monstros sabem o que querem e te "descartam"(ei isso não é um drama,mas é uma forma de expressar minha decepção com a sinceridade e a fuga deste)

Pediram a garota que fosse leve...Tentará,após baques fortes.
Segurou seu choro e continua assim firme.
O teatro vai salvando ...os amigos vão a impulsionando,a vontade de ver uma lista de filmes,dançar e comer bem.

Esta nervosa,isso é fato.
Está atuando ,isso é fato.

Está com saudade, isso é fato,mas tudo é passageiro.

O FATO É:
Tenho a impressão de que passo a vida pedindo desculpas, e criando situações insustentáveis, e chorando escondida enquanto subo por ruas escuras, e ficando sempre no meio de duas pessoas que se amam ou odeiam muito e para as quais eu não sou mais que mediadora, e quase morrendo de amor, e com medo de que me vejam de tal ou qual maneira, e escrevendo textinhos bregas e cheios de "e". E... perdendo meu fôlego curto e insistente.


Um dia eu vou rir disso tudo.
Ode as paixões platônicas.



terça-feira, 16 de dezembro de 2008

Enxergando o óbvio

Dica:
Não fale de seus sentimentos a quem não terás nada em troca
Não atenda ligações na madrugada
Não começe a gostar
Não se envolva
Durma mais
Sofra menos
Trabalhe para esquecer
Entre menos no orkut(faz amenizar menos as agonias)

Acordo cpm a frase escrita na parede do meu quarto
Estampada a frase no céu
No espelho do banheiro: -Sra Garota de vermelho:esqueça e não tente entender!

Ok!Me arrumo e mais um dia de silêncio...

domingo, 14 de dezembro de 2008

O óbvio vai aparecendo...



5 da manhã
sem sono (Sou uma filha da natureza: quero pegar, sentir, tocar, ser. E tudo isso já faz parte de um todo, de um mistério. Sou uma só... Sou um ser. E deixo que você seja. Isso lhe assusta? Creio que sim. Mas vale a pena. Mesmo que doa... )


Não sei se pela tua ausência, pelos chocolates e cocas.
Se a chuva que está gritando lá fora
Se a felicidade de ter feito várias coisas e ter rido como criança
de ter partilhado sonhos
de ter batido palmas para o bolo saboroso
de ter falado da garota de vermelho com coração roxo ,que têm garotos em seu caminho que carregam pedras
afagada pela amiga durante à tarde
com certeza que admira muitas pessoas e sente falta
com certeza que tem medo de abraços, mas os faz imaginariamente
abraça os que ama (muito bem selecionados) com força dentro do seu pensamento
viu que tem medo de abraçar.Um simples cruzar de braços em volta do corpo lhe doi a alma.
Medo do que?De não ser recíproco?

Viu que queria apenas amar sem medida
Torceu durante a peça do amigo que ele conseguisse consumar o amor platônico
Quantas vezes ,talvez não tenha esperado garotos na neve e levei um belo chute?
Quantas vezes não joguei imaginariamente,de mentira ,mas com verdade um tijolo na cabeça do amor?
Quantas vezes não corri na neve ao som de Radiohead?
Hoje acreditei, me contradizendo com minha "desistência" no post abaixo que as coisas teriam final feliz.Sonhou durante a peça com um telefonema bem bonito (garota de vermelho não vê novelas ,mas vive como se estivesse em uma)
Recebi recado da morena :"que seja doce!",mas creio que a pessoa põe sal demais,pedras demais.O que eu faço?Eu penso,eu minto,eu fujo,eu me perco,eu me acho,eu danço e espero.
E nessa espera ...
e nessa espera
não acho palavras

E recebeu telefonema.
-Alô?Oiiiiiiiiiiiiii (meloso)
-Ah ,tá não pode?
-Sim deixa a felicidade para mais tarde!Eu não tô afim de felicidade contigo.
-Ok !Obrigado pela ligação, volte sempre.(disse a garota de vermelho)

E ela acreditou que a resposta será positiva.E amanhã virá o vazio?
AH AH AH palmas garota de vermelho o programa do bozo acabou.

Só sei que a garota de vermelho dançou no pensamento contigo.Sonhou que deitava na tua cama e abraçava bem forte e ele dizia:como é bom estar contigo.
Durmo e sonho.Eta garota pura demais.


Desisto

Desisto!

Tomei um banho longo de manhã e achei imensamente bobo gostar de alguém novamente.
Perda de tempo.
Desisto!

I don't know you
But I want you
All the more for that
Words fall through me
Always fool me
And I can't react
And games that never amount
To more than they're meant
Will play themselves out
Take this sinking boat and point it home
We've still got time
Raise your hopeful voice you have a choice
You've made it now
Falling slowly, eyes that know me
And I can't go back
Moods that take me and erase me
And I'm painted black
You have suffered enough
And warred with yourself
It's time that you won
Take this sinking boat and point it home
We've still got time
Raise your hopeful voice you had a choice
You've made it now
Take this sinking boat and point it home
We've still got time
Raise your hopeful voice you had a choice
You've made it now
Falling slowly sing your melody
I'll sing along
So plant the thought and watch it grow

sábado, 13 de dezembro de 2008

Sumiços e táxis que nos levam ao que?



Quer dizer, como é que ela não ia sentir alguma - eu não sei. Não sei o que faz isto - esta ligação - não acontecer mais. Se é que jamais houve uma.

Entrei no táxi.Frio na rua.Passei pelo teu bairro.
Qual táxi que pegamos durante as madrugadas que nos levarão a verdadeira felicidade?
Eu queria que aquele táxi que pego para ir ao teu encontro ,não fosse com intuito de unir apenas corpos ,nus e cansados.Gostaria que fosse um encontro de almas e corações tentando descobrir coisas novas ,com um medo que passara lentamente e saborosamente.
Hoje voltei para casa nessa tarde fria que deixara em meu peito.Peguei táxi na noite onde uma estrela pousava em meu peito.Peguei um táxi perto do teu apê ,quase sentindo o cheiro do teu cigarro e ouvindo tua voz malandra.Com saudade do braço que contorna meu corpo,do teu cabelo preto e da respiração na nuca.
Podia sentir que me tocava e poderia dormir sobre ossos novamente.
Mas voltei para casa,pus o pijama de inverno e fiquei a escutar música sem entender simplesmente nada.Quem conhece ambos personagens da história devem estar rindo da minha cara e da minha ingenuidade.Riam e batam palmas.
Parece que o destino quer que eu não entenda nada.Deus põe bipolares com problemas com passado no seu caminho garota.
Ei monstro eu não quero casar ,nem ao menos sei se quero namorar,mas cuidar do jeito que está e ver o que acontece não pode ser?

Hoje um amigo disse que "Alice no país das maravilhas" era muito curiosa.Tô me sentindo uma Alice perdida num mundinho sujo.Perdida num monte de sentimentos.
Eu não sei se estou sofrendo,por que a gente vai caindo e levantando.Mas dá raiva de tudo e tu grita pra Deus e diz:Pô ,por que não?

Eu peguei meu telefone e pensei em te ligar,mas as cervejas e a noite será tua melhor cia.
Eu vou dormir com uma puta vontade reprimida.
Eu vou dormir com vontade de te beijar
Eu vou dormir pensando nas palavras que disseste
Eu vou pensar em quem amei de verdade ou penso quem me amou de verdade?
Eu vou pensar por que as pessoas só trepam e não querem sentir
Eu vou pensar por que eu sou estupidamente intensa,mas minha intensidade não é com qualquer coisa,com qualquer um e nem é na mesma medida.

Eu penso:"A gente pensa em falar um monte mas não fala. A gente sente. Quando se sente, a gente cala."

Se ela pudesse me ver agora, tenho certeza de que ia me amar. Aposto. Aposto que ia. Como é que podia deixar de? Olhe para mim agora. Como estou. Se ela pudesse me ver assim - esperando por ela, horas antes, muito antes da hora em que era esperada; esperando por qualquer sinal; qualquer ruído dela. Ela ia ver a minha ansiedade. Ia ver este desespero no meu peito. Se ela pudesse me ver agora, de uma distância, sem que eu soubesse que ela estava espiando, ia me ver como realmente sou. Como é que não teria algum sentimento por mim, então? Algum... mas talvez não. Talvez seja... quer dizer, talvez haja alguma aversão numa coisa assim. Não sei exatamente como é que isto funciona, mas - talvez haja uma - uma reação de alguma espécie quando alguém está muito ansioso - muito precisado, muito necessitado. Não sei. Alguma - convulsão. Não. Não, isto não - Não é bem isto. Isto nem chegar a ser uma palavra, não é? "Convulsão"

Pedaço do texto de Sam Shepard e lembro de ti...

Pensamento 2:em quem eu confio para falar de ti?
Pensamento 3:tiro tu do pensamento e do coração?
Pensamento 4:tira essa cerveja da mão e me abraça

o que eu faço?

Bah eu queria um enorme abraço,um encontro contigo e foda-se tudo.

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

Sober a cama as confusões



O que dizer?
Me perco e penso:por que temos medo da entrega?
Por que se apegamos ao passado?
Por que as pessoas mentem?
Por que tocam a culpa em mim dos seus problemas?
Por que não temos cuidado com que conquistamos?

Quando o coração se abre para o novo ,o destino ou a pessoa desvia.
Queria continuar esse riso bobo que esta no rosto.

Dois perdidos numa noite suja.Dois confusos numa noite suja.


Pediu ao céu que a boca que toca seus lábios não parrasem.(Receba em teus braços o meu pecado de pensar)

Em meio ao caótico ,ela se acalma com a mão que afaga seus cabelos e sorri escondida para que não o veja.
E no meio do Império da lã ,queria manda-lo:cala-se e me beije.
Não quero que saibas de mim no passado e nem eu de ti.Queria propôr um presente que não acontece.
O que queres garota de vermelho?
O queres monstro adorável?

Noite difícil e eu me calo... perdida entre cervejas e uma dureza desnecessária e surpreendente.
Ele pediu silêncio à ela ,mas o peito dela transborda em palavras.

Sabe eu odeio o medo.

know I know for sure
That life is beautiful around the world
I know I know it's you
You say hello and then I say I do

Como seria o amor entre duas esperanças? Verde e verde, e depois o mesmo verde, que, de repente, por vibração de verdes, se torna verde. Amor predestinado pelo seu próprio mecanismo aéreo. Mas onde estariam nela as glândulas de seu destino, e as adrenalinas de seu seco e verde interior? Pois era um ser oco, um enxerto de gravetos, simples atração eletiva de linhas verdes. Eu? Eu. Nós? Nós. Nessa magra esperança de pernas altas, que caminharia sobre um seio sem nem sequer acordar o resto do corpo, nessa esperança que não pode ser oca, pois não existe linha oca, nessa esperança a energia atômica sem tragédia se encaminha em silêncio.

sábado, 6 de dezembro de 2008

Nós brincamos...sonho de Petit

A verdade é que todo mundo vai te machucar, você só tem que decidir por quem vale a pena sofrer.
Ela não sabe o que pensar.
Música por favor,toque minha alma..."If you want me" toca absurdamente em seu ouvido.
Semana estranha.
Encontros com a natureza
Minhocas no pensamento
Frases trancadas
Vontades reprimidas
Saudades estranhas
Cervejas e afins

Tanta coisa pra se escreve
Pra se pensa
E eu pensando no cheiro
No cheiro da cama
Da janela que ficou aberta
Cheiro que se transforma em desejo
E que corre pelo sangue, pelas veias
Nos deixa embriagado
Embriagado de cheiro
Embriaguez de ódio
Por não conseguir odiar
Aquele cheiro
Que vem e vai
E que não presta atenção
A mínima atenção
E passa feito furacão
Assim
Destruindo qualquer resquício de cheiro
Esperança ou vontade do cheiro.
Cheiro que tira apetite.
Mas da apetite.
Sempre mais
Sempre mais.
Muito mais
Tanto mais.
Que começa a vira menos.
Afagos em corações despedaçados
Dormir sobre teu corpo...

Eu queria dormir numa cama de espinhos...(disse a peça sonho q vi hoje).
Sentou-se na última fileira e chorou sozinha,por ver que a paixão a dominava.Paixões são efêmeras, cara garota.

Lucien, um fermento por favor.Quero secar a chuva do teu corpo ,a tua chuva doida.
Quero saber mais dos filmes e da bicicleta antiga.Quero ouvir Fê mais vezes.
Brincamos feitos tolos nas teclas.Exitei em ir ver- te.Pus pijamas e escutei Nina Simone.

Aquieta-te cavalo...
Eu sou feliz! disse ela para si mesma.
Ela dançou para si mesma.
Ela riu do dia,dos dias,do ano
Deixe as coisas naturais virem a seu caminho- disse a velha sábia

“Estou desorganizada porque perdi o que não precisava? Nesta minha nova covardia – a covardia é o que de mais novo já me aconteceu, é a minha maior aventura, essa minha covardia é um campo tão amplo que só a grande coragem me leva a aceitá-la –, na minha nova covardia, que é como acordar de manhã na casa de um estrangeiro, não sei se terei coragem de simplesmente ir. É difícil perder-se. É tão difícil que provavelmente arrumarei depressa um modo de me achar, mesmo que achar-me mesmo seja de novo a mentira que vivo.”


Ai eu queria uma coisa bem bonita,um sorriso de lado e uma música bonita para dançar de vermelho

terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Deitada sobre ossos (suspiro)



"Com que frequência você encontra a pessoa certa?"(Once)
O que é a pessoa certa?
O que é certo?


Começo com vários ?????? igual teu nome escolhido..por que nem sei e tb não tenho pressa de saber.

ps inicial:adoro bufões.adoro dizer chato.adoro rir.adoro dormir longamente como vós.adoro perder o sono.

ps:que fazemos com afinidades?

Extasiada depois de ver o melhor filme dos últimos tempos,ou a cia , o riso,do imprevísivel,do teu cabelo em pé...

Pegou o táxi sem vontade de ter saído de uma certa paz .Escutou aquela música repetidamente ,viu que sua vida era uma trilha de filme, prendeu seu choro ao seu lado durante o filme .Sorriu para o dia com lembranças.
Brigou consigo mesma ,por ver que está fazendo ao contrário do que tinha posto em seu coração.
Não pode dizer nada,pois ela esconde as coisas (às vezes é melhor),mas monstros são espertos.
Sem palavras.Só suspira e sente...
Que seja doce...

E ela questionou sobre a entrega deitada em seu peito ,em seu corpo de ossos(risos).Não estava falando do filme e sim de si mesma em relação aquele chato (risos)
Tornou -se boba.Que fazer?

A pergunta que fica.Será que no final aquele ônibus volta?

_Eu não te conheço
Mas eu te quero
Ainda mais por isso

http://www.youtube.com/watch?v=HfRhrWhuMdE

domingo, 30 de novembro de 2008

Que se faz?



Que se faz?
Nada! disse ela a si mesma
Levando,rindo....
sem palavras


"Só se pode viver perto de outro, e conhecer outra pessoa, sem perigo de ódio, se a gente tem amor. Qualquer amor já é um pouquinho de saúde, um descanso na loucura."

Dois dias de risos,bobices,saudades,surpresas....

e se pudesse dizer o que gostaria de dizer...

adoro ver o teu sono
e o jeito que segura o cigarro e faz palhaçada

mas ele n leva nada a sério...nem eu...




a garota de vermelho diz a si mesma:vc já sabe final disso não?

quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Acordo e penso:Que seja doce!



Caia em si,caia em si,caia em si...

Vinda da rua,após uma apresentação da plebe para a burguesia.Soltamos as vozes,após muita pressão.Fomos FABULOSOS.
Janta italiana,vinhos,sorrisos,grâmelos,uma bobice...eu pokeman do grupo.
Sai da tua rua,da antiga rua casa ,com uma certa dorzinha no lado esquerdo do medo.Vi ali o fim de tudo.Vi naquela sala o término de alguns medos e recomeço de outros.
Amanhã primeiro dia de folga!
Tomada pelo vinho,pela energia,por saber que caio eu mesma sozinha numa ilusão.
Expresso-me através da música,da arte e de textos.Expresso aqui minha tristeza em não compartilhar com ninguém ,esta noite, num abraço feliz como foi fabuloso realizar nossa apresentação hoje.
Enfim...que seja doce, digo todos dias.

E quem anda no teu quarto?
E quem anda nos teus olhos?
E quando ando neles?
O que anda em mim?
O que pulsa?
Qual meus defeitos para olharem para os lados?
Não quero mais andar em ti
Não quero ser mais o Strange Fish
E quero ser a capricorniana convicta.
E quero me dedicar ao que realmente me faz feliz...dúvidas,mas me faz feliz.
E quero andar naquela rua,na rua,na rua,sem olhar para os lados com os cantos dos olhos .
E quero não ser mais ilusão
El doche il mormorio/que fala piogia/a cualquer soña amor e qui si annoia
E quero que seja doce...

Então, que seja doce.
Repito todas as manhãs, ao abrir as janelas para deixar entrar o sol ou o cinza dos dias, bem assim: que seja doce. Quando há sol, e esse sol bate na minha cara amassada do sono ou da insônia, contemplando as partículas de poeira soltas no ar, feito um pequeno universo, repito sete vezes para dar sorte:que seja doce que seja doce que seja doce e assim por diante.Mas, se alguém me perguntasse o que deverá ser doce , talvez não saiba responder. Tudo é tão vago como se fosse nada.Ninguém perguntará coisa alguma, penso. Depois continuo a contar para mim mesmo, como se fosse ao mesmo tempo o velho que conta e a criança que escuta, sentado no colo de mim(...)

Cambia lo superficial
Cambia también lo profundo
Cambia el modo de pensar
Cambia todo en este mundo
Cambia el clima con los años
Cambia el pastor su rebaño
Y así como todo cambia
Que yo cambie no es extraño
Cambia el mas fino brillante
De mano en mano su brillo
Cambia el nido el pajarillo
Cambia el sentir un amante
Cambia el rumbo el caminante
Aúnque esto le cause daño
Y así como todo cambia
Que yo cambie no es extraño
Cambia todo cambia
Cambia todo cambia
Cambia todo cambia
Cambia todo cambia
Cambia el sol en su carrera
Cuando la noche subsiste
Cambia la planta y se viste
De verde en la primavera
Cambia el pelaje la fiera
Cambia el cabello el anciano
Y así como todo cambia
Que yo cambie no es extraño
Pero no cambia mi amor
Por mas lejo que me encuentre
Ni el recuerdo ni el dolor
De mi pueblo y de mi gente
Lo que cambió ayer
Tendrá que cambiar mañana
Así como cambio yo
En esta tierra lejana
Cambia todo cambia
Cambia todo cambia
Cambia todo cambia
Cambia todo cambia
Pero no cambia mi amor...

(na voz de roxanna tudo fica doce.Gracias querida argentina)
ps 1:Viva Matteo.Sempre que as aulas acabam ,eu passo a gostar das coisas.



ps:eu não preciso de ninguém,repetiu a garota de vermelho para dormir.

terça-feira, 25 de novembro de 2008

Monstro presente.(Dance with me)



E perguntaram a ela:
- Você assopra as bolinhas, como se cada uma delas fosse um sonho?
E desejou que seus sonhos sejam mais concretos. E como desejou.
Pôs fones no ouvido e cantou na rua.
Acompanhada do novo filho celular.Sem memória(ehehehe)
Foi jogada para cima gritando seu texto interno.Foi anjo,foi alma,vozes desconhecidas,clamou,chorou ,entrega.
Na volta pensou que queria algo bem bonito.Obteve uma pequena conversa.(o que a espera?)
Sim ela é canceriana,mas a dureza do capricórnio vêm à tona.
Frank Sinatra te odeio ahahaha
Tomou uma balinha e foi para aula.Jura!Transmitiu toda sua bobice aos colegas
Ai sabe que irrita?Que toda essa empolgação já sabemos até por que
Não?
Espere cenas do próximo capítulo
For you monster ,platonic.Pensei muito vendo a letra.
Ai me odeio assim...



um bêbado e uma garota de vermelho com poucas expectativas.

domingo, 23 de novembro de 2008

A louca e o monstro (platonic)



Quis se perder mais em táxis e rir disso tudo.
Quis o ver mais vezes, mesmo que não levasse ao nada.
Quis abraçar mais.
Quis dizer da saudade,mas não disse.( e o coração pulava)
Quer tomar mais cervejas.
Se defendeu dizendo idiota e seu bobo
Quer dormir naquele edredom grosso,ela está se cansando do edredon leve.
E ela gosta dos braços que a envolvem de surpresa em volta de seu corpo
Quis escutar mais Beatles.
Quis usar vestidos,mas não vai mais usar.(só pra dar na cara de quem diz q usara ahahahaha)
Platonic
Platonic...tsc tsc

Tomada por algo que não sabe
Cansada
Deixo coisas bonitas que li esta semana.
ps:ai pq tão lindo e tão simples?
E o teu sal ficou nos meus lábios.

ESCUTE ESTA MÚSICA É SIMPLESMENTE LINDA :
Epilogo
Não adianta me dizer
que tudo isso carece
de explicação
pois eu já disse
que o problema
não é medo de te amar
é que é tão ruim
eu só tocar
nos teus cabelos, nos teus dedos
(carne e osso sem tempero)
com anéis
não vais conseguir
me ajudar
nem retirar a minha dor
com perguntas
com olhares
pois já falei:
quem eu amo não existe
(Vitor Ramil)

"(...) não pense que a pessoa tem tanta força assim a ponto de levar qualquer espécie de vida e continuar a mesma.
Até cortar os próprios defeitos pode ser perigoso, nunca se sabe qual é o defeito que sustenta nosso edifício inteiro. Nem sei como lhe explicar, querida irmã, minha alma. Mas o que eu queria dizer é que a gente é muito preciosa, e que é somente até certo ponto que a gente pode desistir de si própria e se dar aos outros e às circunstâncias. Depois de uma pessoa perder o respeito de si mesma e o respeito de suas próprias necessidades, depois disso fica-se um pouco um trapo. Eu queria tanto estar junto de você e conversar, e contar experiências minhas e de outros. Você veria que há certos momentos em que o primeiro dever a realizar é em relação a si mesmo. Para me adaptar ao que era inadaptável (...) tive que cortar meus aguilhões, cortei em mim a força que poderia fazer mal aos outros e a mim. E com isso cortei também minha força. (...) Não pude deixar de querer lhe mostrar o que pode acontecer com uma pessoa que fez pacto com todos, e que se esqueceu de que o nó vital de uma pessoa deve ser respeitado. Minha irmãzinha, ouça meu conselho, ouça meu pedido: respeite a você mais do que aos outros, respeite suas exigências, respeite mesmo o que é ruim em você - respeite sobretudo o que você imagina que é ruim em você - pelo amor de Deus, não queira fazer de você uma pessoa perfeita - não copie uma pessoa ideal, copie você mesma - é esse o único meio de viver."
Clarice Lispector - Correspondências.


Às vezes eu creio que sou louca como dizem.
Às vezes queria pensar menos no que faço e curtir.

Ai monstro sai do pensamento...e se lesse este blog?estaria rindo ou não?


(as letras dizem)

sexta-feira, 21 de novembro de 2008

Da desiludida à flor roxa



O DIA começou quando aquela "criança menina" me deu uma flor.
Senti meu coração acariciado pelo gesto.
Pus as flores nos cabelos,pensei numa grande esperança.

Pus a gritar naquela sala
Cuidado!
Cuidado com que toca
(Sim temer,cuidar onde tocamos: na alma,no coração,no corpo,no ego,na vida)
Cuidado com que planta (cada sentimento que plantamos nas pessoas,no mundo,não coloque uma semente de onde nada vai sair)
Com a capacidade que a gente tem de envolver com as coisas(sim somos intensos em tudo..só não dizemos q fazemos isso...)
Com o amor, que espanca doce(putz,sem comentários,né?Espanca e doce lentamente)
Cuidado!
Não adianta fingir que não sente.A gente sente tudo ,se ENVOLVE COM TUDO.
Cuidado!
(então não finja,a gente sente mesmo!!!)

Chorei na aula.Tive abraço.Bom rever bons amigos

Aula surpreendente.
Em casa escuto Latão(saudade dos paulistas meuuuuuu).
Toca meu coração profundamente
"AS COISAS DEVERIAM MORRER
Antes de ficar por aí
perambulando mortas."

Texto lindo que recebi hoje:
"Os desiludidos do amor
estão desfechando tiros no peito.
Do meu quarto ouço a fuzilaria.
As amadas torcem-se de gozo.
Oh quanta matéria para os jornais.
Desiludidos mas fotografados,
escreveram cartas explicativas,
tomaram todas as providências
para o remorso das amadas.
Pum pum pum adeus, enjoada.
Eu vou, tu ficas, mas nos veremos
seja no claro céu ou turvo inferno.
Os médicos estão fazendo a autópsia
dos desiludidos que se mataram.
Que grandes corações eles possuíam.
Vísceras imensas, tripas sentimentais
e um estômago cheio de poesia.
Agora vamos para o cemitério
levar os corpos dos desiludidos
encaixotados competentemente
(paixões de primeira e segunda classe).
Os desiludidos seguem iludidos,
sem coração, sem tripas, sem amor.
Única fortuna, os seus dentes de ouro
não servirão de lastro financeiro
e cobertos de terra perderão o brilho
enquanto as amadas dançarão um samba
bravo, violento, sobre a tumba deles."


ps:assumo sou uma desiludida do amor.Ponto!
ps:tati fez falta
ps:latão arrasa
site do Latão..escute a trilha
http://www.myspace.com/martineikmeier

segunda-feira, 17 de novembro de 2008

...pensamento longe II.(dia dos desejos)



Tu me fais tourner la tête!

Escreveu para si mesma na página de recados:seja esperta,não caia no mesmo papo.
Relê toda hora.
Às vezes é uma pena já saber os fins.

Começo tudo por um .(ponto)como aquele livro de Clarice L.
Como lhe disseram:temos que dar pontos finais.Esvaziar a lixeira(sinto que estou esvaziando o lixo,só que o lixeiro não busca o que deixei).Sentiu como se a lixeira estivesse transbordando.

Me sinto num aquário.Petit no aquário.

Amanhã recomeço de danças e emoções.Dia cheio,coração estranho,saudade do que não tenho.Músicas no coração.Pensamentos.Pairo pensando.
O cd do Once já está gasto de tanto que escuto.

A pergunta que fica:por que bebem e falam no msn?O que passa?

Eu sou ... e um coração.
Solidão, foge que eu te encontro
Que eu já tenho asa

Eu já nem sei mais de ti..eu tento saber de outro alguém ,que será outro que não saberei.

Vontade de estar na cidade que me preenche os olhos.

Desejei pipocas com manteiga.
Abraços sinceros.
Desejei o vermelho
Enxergar aquela imagem:camiseta branca ,calças de jeans e parado naquele bar
Desejei all star vermelhos
Desejei sono de horas
Desejei fins e começos
Desejo.

Eu dançando bem alegrinha está música e um clima no ar.Dois!Dois!
Loira tem razão posso virar uma chata dentro de um tempo.Arff
Aproveita sem sofrimento,antes do antes.
Desejou ela,a garota dos ...

Desejei

domingo, 16 de novembro de 2008

...pensamento longe



Estourando bolinhas de sabão e o pensamento longe,muito longe.

Sem saber que dizer...

Sou ...
...
...
...

As músicas falam por mim:


I don’t know you
But I want you
All the more for that

lover platonic ,its me

sábado, 15 de novembro de 2008

A louca



Sem comentários.Once é um dos melhores filmes de todos os tempos ou vc é algo melhor de todos os tempos?
A música basta.
Suspiro...



ps:adorooooooooooooooooooooo

quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Wake up alone



EU NÃO QUERO SER O ÚLTIMO NOME NA AGENDINHA TELEFÔNICA!

Queria ter ficado na cama,mas o trabalho prioridade.
Acordou após uma noite difícil,recolhendo os caquinhos e seguindo.
Trabalho bom acompanhado da minha anja loira.Um exemplo de pessoa e atriz.Diva na hora dos agradecimentos.

Música que fala ao ouvido do coração e cabe com ternura as feridas amargas.

Estou sendo levada pelo fluxo da vida.Em rio oposto ao teu.
As coisas se encaixam como se fossem folhas , que se juntam com o movimento da água.

Frases Soleil transbordando no peito:
"Seres que se banham no rio da vida"

Se eu tivesse tempo e coragem bebia um enorme porre , dormiria para ver se tudo isso aqui se acalma.Mesmo que você leia e pense:ai petit com suas coisas.

Me sinto Ofélia afogada no rio.Eu própria fui atrás de "minha morte".

Não sou como Tchecov,neste blog não vim só para contar e deixar à julgamento de todos.Exponho e tento achar respostas para coisas que todos já viram uma resposta.
Vi minha vida um grande patchwork complexo e variado.Bordo um desenho,letra,figura cinza e roxo,como se tivesse parado num ponto e não conseguisse segui-ló com a linha.

Eu queria ter pedido um abraço a amiga,mas não tive coragem.Meus problemas são pequenos.
Parada diante do computador.O garoto toca o coração,mas não fui.Fiquei em casa.Fui dormir.

Melhor música não há para embalar esta noite.Wakep up alone
Sabe estou cansada de certas coisas...então eu fujo!
escrevo tomada de medo..medo mesmo
Onde sou impulsiva e aventureira?Estou de pijama sentada em frente ao computador disse eu a ele.
ai sei lá..aguenta coração...
Escadaria para o paraíso

Há uma senhora que acredita
Que tudo o que brilha é ouro
E ela está comprando uma escadaria para o paraíso
Quando ela chega lá ela descobre
Que se as lojas estiverem todas fechadas
Com apenas uma palavra ela consegue o que veio buscar
E ela está comprando uma escadaria para o paraíso

Há um cartaz na parede
Mas ela quer ter certeza
Porque você sabe que às vezes as palavras
têm duplo sentido
Em uma árvore a beira do riacho
Há um rouxinol que canta
Às vezes todos os nossos pensamentos estão errados.
Há algo que sinto
Quando olho para o oeste
E meu espírito chora ao partir
Se há um alvoroço em sua horta
Não fique assustada
É apenas limpeza de primaveril da rainha de maio
Sim, há dois caminhos que você pode seguir
Mas na longa estrada
Há sempre tempo de mudar o caminho que você segue
ela está comprando uma escadaria para o paraíso...

It's okay in the day I'm staying busy
Tied up in love so I don't have to wonder where is he
Got so sick of crying
So just lately
When I catch myself I do a 180
I stay up clean the house
At least I'm not drinking
Run around just so I don't have to think about thinking
That silent sense of content
That everyone gets
Just disappears soon as the sun sets

This face in my dreams sees in my guts
He floats me with dread
Soaked in soul
He swims in my eyes by the bed
Pour myself over him
Moon spilling in
And I wake up alone
If I was my heart
I'd rather be restless
The second I stop the sleep catches up and I'm breathless
This ache in my chest
As my day is done now
The dark covers me and I cannot run now
My blood running cold
I stand before him
It's all I can do to assure him
When he comes to me
I drip for him tonight
Drowning in me we bathe under blue light
His face in my dreams sees in my guts
He floats me with dread
Soaked in soul
He swims in my eyes by the bed
Pour myself over him
Moon spilling in
And I wake up alone
And I wake up alone
And I wake up alone
And I wake up alone

quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Antes da queda..1,2,3.



ps de começo:fase...tudo vai melhorar!(respiro ,escrevo)
ps 2:blog confuso
ps 3:quase ningu´m lê esse blog
ps 4:foda-se

Por que ela chora escondida?


Ela queria sorrir sem ser atriz
Ela queria não negar os convites
Ela queria esquecer o medo
Bolhas de sabão.Desejei para cada criança que fosse feliz.
Esperanças embaladas por músicas natalinas.
A nossa canção tocou ao fundo e doeu em meio à felicidade.Passas longe, entre nuvens rápidas.
Um sono cansado.
Os pés cansados.Ela sabia que, se num dia não sofresse, no outro experimentaria prejuízos monstruosos. Logo, não podendo acabar com o sofrimento de vez, considerava que o ideal seria viver todos os dias com um mínimo de dor.
Seria ela masoquista?Ou seria masoquista nas escolhas de pessoas em sua vida?
Uma vontade de gritar.
Uma boneca,uma alice no seu mundo.
No caminho do trabalho,conversou com a lua.Não teve respostas.
Muitas coisas....chegou em casa e chorou.
Sem palavras.Meu coração não sabe de mais nada.(odeio saldanhas)(não odeio, me faço teatro dos dias)
Fechou os olhos e sonhou que chegava em casa e recebia um abraço.Como foi seu dia?Como você está?Vamos jantar?....ela sonhou com estas perguntas.
Ela só quer ser feliz ...sem pisar em ninguém,sem usar,sem fazer testes .
Sua felicidade não deposita em ninguém,mas quer ser respeitada do jeito que é.Quer ter alguém do seu lado que a visse crescer.Que não a julgasse.

Por que ela é fria com quem não deve?
Por que despreza os presentes da mãe?
O que ela precisa?
Por que vc acha que isso tudo é drama?
Você já se pôs no lugar dela?

Uma vez ela cantou ao lado da mentira:
Já conheço os passos dessa estrada
Sei que não vai dar em nada
Seus segredos sei de cor
Já conheço as pedras do caminho,
E sei também que ali sozinho,
Eu vou ficar tanto pior
E o que é que eu posso contra o encanto,
Desse amor que eu nego tanto
Evito tanto e que, no entanto,
Volta sempre a enfeitiçar
Com seus mesmos tristes, velhos fatos,
Que num álbum de retratos
Eu teimo em colecionar
Lá vou eu de novo como um tolo,
Procurar o desconsolo,
Que cansei de conhecer
Novos dias tristes, noites claras,
Versos, cartas, minha cara
Ainda volto a lhe escrever
Pra lhe dizer que isso é pecado,
Eu trago o peito tão marcado
De lembranças do passado e você sabe a razão
Vou colecionar mais um soneto,
Outro retrato em branco e preto
A maltratar meu coração

Como uma foto de Francesca Woodman
Queria parar de chorar agora.
Cessa
Cessa
Cessa
Cessa
Eu sou um cavalo novo com fogo nas patas ,que corre em direção ao mar.

terça-feira, 11 de novembro de 2008

Eu olhando a tela,eu na tela.



Uma baioneta sendo fincada lentamente no coração.Será que ela faz isso?

E de ti o silênciooooooooooo

Acordara disposta a pôr todas energias na dança.Fazia sua partítura da morte mentalmente.

Esboçou um sorriso e seguiu sozinha,tomada por uma tristeza melancólica.Viu o rosto de quem o coração ainda bate.Rosto visto pela tela,imagina se fosse ao vivo.

Seguiu e estava tão entregue ao dia,que não ouviu entre risos, que a dança não aconteceria.(pausa até terça).Comentamos sobre as coisas mudarem do nada,você tem de repente não as têm mais.
Resolveu caminhar pela cidade,sentindo um misto de calor com vento.Fazia tempo que não caminhava pelas ruas,que lembranças só as trazia.

Decidiu ir ao cinema.Sozinha.Cinema quase vazio.
Sentou -se à espera do nada,pois nem sabia sobre o que o filme dizia.
Surpreendeu-se.
Tomada pelo amor.
Se apaixonou ao ver ele na tela(beleza encantadora).Seu coração não pulsava desde aquele dia 12 de setembro fatídico.
Era uma beleza descomunal.Uma paixão de cinema.Sentiu-se uma adolescente.

Uma sensação de estar sozinha na sala de cinema,mas talvez melhor cia não poderia ter, além dela mesma.
Tomada pela relação confusa dos personagens.Sentindo aquele amor do passado.Se incomodou.Viu "alguém" na tela daquele cinema.
Tinha que ver até onde aquilo chegaria (mesmo que futricasse seu coração).Até onde uma pessoa não consegue se desprender do passado?
Lambo teu sangue,provando teu amor.
Tranco-te para não sair da minha vida.
Ponha a mão no meu coração.Diga o nome dela,se ele bater forte é por que te amo ainda.(Espero que nunca façam isso comigo!-pensou ela)
Jogo-me do penhasco,pois não voltas para mim .
Espero sentir ,o que ela ainda não te dá.
Reclusa nos meus 4 meses apareço!
Vermelho.
Quantos sonhos iguais a este eu já tive?Tu me beijando ao acordar?

"Orfeu: Mas, enfim, Senhora ... explicar-me-á?
A princesa: Nada. Se dorme, se sonha,
aceite os seus sonhos. É esse o papel do sonhador."

Bofetada na cara.O filme acaba com o diálogo:
-Mas é impossível ele amava tanto ela,eu vi com meus próprios olhos!
-Pois então, você viu e teve sorte de presenciar,pois ele sempre volta para seu antigo amor.Agora aquele amor que você viu, nem ele lembra mais.

Sai estarrecida,mexida,embrulhada.Apanhei um táxi com uma certa esperança e eis que surge telefonema . Trabalhos!E me preencho deles.E preencho meu tempo para não pensar,não sentir.

Eu não sei mais falar de amor.
Como diz o filme:"Uma mulher não consegue prender um homem por muito tempo".
Pois é,eu não sei.E desde quando amor se prende?
Sei que estava lá sozinha vendo minha pequena história numa tela de cinema.

Ela confessa:ela não acredita mais no amor.Esse onde as duas bocas se tocam.

Amanhã parte para um dia de trabalho.Não sentirás.Não pensarás.

Qualquer um sabe proferir palavras enganadoras;
as mentiras do corpo exigem outra ciência.

ps:ela não está numa tristeza devastora,mas pode-se dizer...ando tão á flor da pele,mas sem choros.

segunda-feira, 10 de novembro de 2008

Ofélias...sentir todas as coisas




Vazio do dia, perdida no sonho.

O dia começou naquela sala.O sol lindo vindo da janela, levando todos a rodar.
Vestidos de saias como se fossêmos todos iguais,mas cada um com a sua cor.
Fui vestida de cinza,um pouco de pó que cai das coisas que se queimaram aqui dentro.
Girar.Me perder.Esquecer.Sentir-se plena.Sentir.Ancestrais.Pés.Extâse.Sorrir.Ser nada.Sou nada.Nunca foi tão bom não ser nada.

Morrer.Começar pelos pés.Dança das Ofélias.Alfredo me faz falta!(Alfredo pseudônimo do meu afeto).Gritei(Senhor!).Senti todas as dores(sentir TODAS AS COISAS),ri da morte,rimos da morte.Encontro com minha nova parceira de cena.
Descobrir e esquecer nesta sala sagrada, onde dancei meu alfabeto,meu afeto e minhas palavras.

Criando uma Sarah kanne,um cinco minutos antes da tempestade ,uma mulher de vermelho,uma garota que joga com a morte,uma Violett falando do amor que chega tarde.Todos nessa mistura são Petit.

Gritei meu amor trancado.Chorei.Abracei e segui,mesmo sabendo dos teus passos.
Pina Baush inspiração para a alma.
Signos revelados no ônibus.Dualista no signo e no ascendente.Qual lua sou?Meu mapa é tão embaralhado, como a gama de sentimentos que se passam neste corpo.
Por que tuas relações acabam?Por que tantas coisas?

Entrei uma sai outra.

Tomada por Ofélia.Afogando-se no meu aquário.
Abraço o teatro.Abraço o espaço .

"Eu sou Ofélia. Aquela que o rio não conservou. A mulher na forca. A mulher com as veias cortadas. A mulher com excesso de dose SOBRE OS LÁBIOS NEVE a mulher com a cabeça no fogão a gás. Ontem deixei de me matar. Estou só com meus seios, minhas coxas, meu ventre. Rebento os instrumentos do meu cativeiro - a cadeira, a mesa, a cama. Destruo o campo de batalha que foi o meu lar. Escancaro as portas para que o vento possa entrar e o grito do mundo. Despedaço a janela. Com as mãos sangrando rasgo as fotografias dos homens que amei e que se serviram de mim na cama, mesa, na cadeira, no chão. Toco fogo na minha prisão. Atiro minhas roupas no fogo. Exumo do meu peito o relógio que foi o meu coração. Vou para a rua, vestida em meu sangue."

Pensei hoje como de costume..."Odiei as palavras e as amei,
e espero tê-las usado direito."

ps:trilha do dia "Crazy" (Patsy Cline)

Texto escolhido...perfeito.Adeus MEU passado
Chorando num cantinho de tão lindo

domingo, 9 de novembro de 2008

Sem mentira (saindo um dia do aquário)



Frases ,frases,sentimentos a mil.Sai um pouco do meu aquário.
Mesmo me sentindo sozinha pra caramba,me senti aconchegada.Não estou à procura de qualquer cia,cansei de machucar o coração e alma.
"Existe o certo, o errado e todo o resto".

Viajar!
Adoro viajar!
Bom sair da cidade hoje..ainda mais à trabalho.

Galera legal..risos e muito trabalho.
Bom resolver alguns desentendimentos e adquirir confiança.Queria tanto ter novas chances em algumas "coisas",talvez não sejam coisas certas.
Quanto mais tento fazer o certo, não sei se me acerto.

Adoro ficar atucanada com estas coisas,ter que me dedicar mesmo.Sou intensa,aceite quem quiser,tente seguir a minha linha.Eu te respeito e tu me respeita.

Horas trabalhando sozinha, munida de chocolates de Canela.

Ótimo trabalho....tentando superar pequenos "traumas"que aqui continuam.Por que eles continuam? Eu me pergunto.Quando chegarei à conclusão que é tempo perdido? Não desisto do amor,mas amor não é para fazer mal.

Frases do dia:
Eu sou uma fudida (risos)
Sem mentira!
Não!
Rambo!
Você não entra na minha privacidade!
Aieeeeeeeeeeeeeeee
São Paulo é luxo!

Ai ri tanto hoje na volta...que viagem gostosa.
Ju obrigada pelas risadas(amo,amo,amo), estava precisando.Bah ,amigos fazem falta.Carinho faz falta.

Bom saber mudei um pouco,pois é ,as coisas têm que mudar mesmo que lentamente.

Uffie arrasando no celular!Sorvete arrasando no estômago!

Hoje no meio de tantas confusões, esqueci no meio de risadas ,o que me incomoda e tentei não falar sobre este assunto.

Tiramos ótimas fotos na nova fase Amy emo pós viagem

Um dia queria pensar igual a música que acompanhou na viagem:
"Eu serei o único que quebrará meu coração"

Ooo, I'll be the one who'll break my heart
I'll be the one who'll break my heart
I'll be the one who'll break my heart
I'll end it, don't you start it
The truth lies
The truth lies

Agora me diz o que faço com a confusão das pessoas?
Me diz que faço com que sinto?

Ah Petit,hoje sorri.A felicidade é passageira!

Interditem os gritos.
Interrompam as farpas.
Eliminem as pragas.
Despertem as almas.
Para os finais de amores, o exílio.
A sorte estará atarefadíssima.
Façam banir o que for dor.
A liberdade de experimentar, acertar, errar, aprender, e seguir em frente.
A responsabilidade de todo e qualquer ato praticado sob a jurisdição das minhas vinte e quatro horas caberá única e exclusivamente ao seu autor.

À tarde, não serão admitidas tristezas, a não ser aquelas que a gente acalenta com alegria.
Exterminem as topadas. Os soluços. Os pecados. Os enganos. Pratiquem a arte do assovio.
Desaprisionem as lembranças.
Portem estandartes coloridos.
Afugentem as invejas. Dissipem as dúvidas.
Expatriem as culpas.
Socorram os traídos. Promovam reencontros.
Dêem-se, aos pares, as mãos, e haja rodopio.
Reivindico um pôr de sol estonteante jamais visto nem em filme de cinema.
E que a noite traga brisa e que a brisa atice o fogo.
Mandem acender quatro luas no céu e convoquem os casais de namorados, em seguida.
Se for preciso, refaçam as contas para que não sobre ninguém sozinho.
Informem às mãos que se procurem, às bocas que se beijem, aos corpos que se endoidem.
Estão intimados os batimentos cardíacos e os frios na barriga.
A paixão acaba de ser nomeada primeira-ministra da madrugada.
A partir de meia-noite, vale cometer loucura, apagar passado, arder em chamas, subir pelas paredes, e até morder, desde que provoque arrepio.
E quando outro dia nascer, e TUDO VOLTAR COMO ANTES , espalhem aos quatro ventos a profecia do poeta, até que ela se transforme em lei irrevogável:
"O homem será Deus, do seu verdadeiro tamanho, com a cabeça nos céus, com os séculos nos olhos. E os deuses estarão nas ruas.

Uffie para animar.

sábado, 8 de novembro de 2008

Ela num aquário....



Penso,escrevo,solto,expurgo..
Hoje parece quem nem uma palavra ,diz o que quero dizer.

Cansei.É impressionante como de repente toda sua vida parece caber numa caixinha desse tamanho....
Ficou deitada com a cabeça sobre a mesa e o leite derramando.

O tempo não mudou nada. P continua se refugiando na solidão. Diverte-se com perguntas idiotas sobre a cidade à sua volta.

Sentiu-se como Callas com Onassis.
Sentiu-se como Piaf com Marcel.
Não queria se sentir como se fosse "Alice" de Closer.Por que ela sabe que aquela frase ,diria apenas à ele e mais ninguém.

Foi extremamente sincera,passou o tempo das "brincadeiras".

Ia sair paar dançar,mas a bebida não seria ideal neste dia.

Acompanhada por Billie H.(The man I love e o coração pulsa roxo.)

Piaf,mon dieu,mon dieu.Que a gente faz ,quando as coisas não têm fim?

Ok,amiga a garota de vermelho atua.Eu, coadjuvante de todas histórias?

TPM?Não.Só cansei de algumas coisas.
Acho que me cobro demais.Acho que essa minha "ingenuidade" não me ajuda.
Acho que quando imponho respeito demais,assusto!


Intestino embrulhado + coração inquieto = grito

Vou à quitanda de Collignon sentir as frutas e perguntar dos meus sonhos.

Coisas coloridas que você deixou, quando voltou à esta cidade ,mon petite.Estão cinzas as coisas ,quando o movimento do meu corpo para.Quando cessa o breve intervalo de 5 horas destas semanas.Perde-se a graça e volto aquela vida:pc,sonho,música.A vida seria bem descolorida sem teatro.

Eu vou ser como Lirovsky e vou vender sinceridade ao mundo.Assim pequenos atos de "crueldade"não acontecem.

Cartas
Quatro de ouros:Fugir da pele cansa
Às de copas:Você vai cuidar de mim?

Vitória
como é forte a tua luz.
E tão doce o teu sabor,na boca
Vitória.
Derrota
derrota
como é forte a tua luz
e amargo teu sabor,na boca
Derrota
Vitória
Saiba que eu sou sem você
e a lua que brilha já pode descer
descer
Saiba que eu sou sem você.
Aquele que canta
já pode morrer
já pode morrer.

Ganhando e perdendo todo dia.
"Amamos o que desconhecemos. Mais do que tudo, é o que desconhecemos, e não podemos vir a conhecer, que nos prende. O amor vive dessa ignorância."

Um dia de tarde sozinha em casa dobrei-me em dois para a frente - como em dores de parto - e vi que a menina em mim estava morrendo. Nunca esquecerei esse dia. Para cicatrizar levou dias. E eis-me aqui. Dura, silenciosa e heróica. Sem menina dentro de mim.

Sabe eu sei lá...minha cabeça como se fosse um imenso aquário...nadam pensamentos.
Eu afogada neles.

sexta-feira, 7 de novembro de 2008

If you Knew...



take what you've got inside of me!

Petit a vida não têm ensaio!Será tudo pequeno para o tamanho da minha alma?

Intensa até fazendo lasanhas.
2 lasanhas e muito sono.
Era para ser um dia de tricotagem,sobrou 3 garotas dormindo.

Seu coração estava aflito hoje.Sinto saudades.Sai coisa ruim!]

Jogou -se com tudo em suas aulas.(Sucesso é quando você faz o que sempre fez só que todo mundo percebe.)
A meditação do coração te tira um pouco de dentro de mim.

Não queria que fosse fim de semana amanhã (livros no fim de semana...Pina Baush,Marlene,Caio,Beckett,Sartre e Laban me esperam)

À procura de textos!

A casa inundada por água e um "ódio" que fazem mal.Acendo as velas e rezo por ti.

Não acredito mais em teus textos,tuas pequenas brincadeiras.Me irrita o jeito que me trata.(Indecisão é quando você sabe muito bem o que quer mas acha que devia querer outra coisa).

Vi num filme a frase: "A pessoa por quem a gente se apaixona ,sempre é uma invenção!"Certo! Sem ninguém para te esquecer

Como é bom rir sem culpa...ria faceira na aula de hoje.É engraçado conhecer gente nova.Cada dia uma dança linda.A dança diz:(uma mão gigante que aperta seu coração).

Um monte de palavras soltas,frases soltas...sem nexo..que seja.Não espere grandes emoções.Ai garota será que você ,não mora num mundo errado?

Nina me faz um carinho?

object width="425" height="344">

Um grande suspiro.



Ela já não é mais criança para ouvir tanta barbaridade.Acho que crescer incomoda os outros.

Acordou com tantos gritos,que pareciam pesadelos.
Coisas que doem,que machucam ela ,são os gritos.Gritaria lembra muita coisa ruim e mal resolvida.Acordou se sentindo sozinha,mas muito sozinha.
É como se cada grito lhe tirasse a força.
Parece que estas coisas de família doem mais nesses tempos,pois ela se lembra da cena ridícula dos pais, juntamente com aquele amor ,julgando a garota.Parecia filme,mas era vida real.
É muita loucura.Dá vontade de fugir cavalo com fogo nas patas.

Irei à rua bater palmas e perguntar do jardim.CADÊ O MEU JARDIM?
Está regando ele todos dias,no lado das artes,mas tem uma vazio de merda que não sai.(Eu sentia profunda falta de alguma coisa que não sabia o que era. Sabia só que doía, doía. Sem remédio.)


Pensou ontem sobre o choro:tua alma querendo fujir do corpo, se expremendo para sair nos olhos..disse meu amigo...e nem chorar ela chora mais,por que tem que ser forte.Todo dia o mundo ri e diz:seja forte!

Ficou numa alegria triste quando o amigo disse:queria tanto que você fosse feliz,Petit!Ela pensa:o que falta?

"Olha, eu estou te escrevendo só pra dizer que se você tivesse telefonado hoje eu ia dizer tanta, mas tanta coisa. Talvez mesmo conseguisse dizer tudo aquilo que escondo desde o começo, um pouco por timidez, por vergonha, por falta de o-portunidade, mas principalmente porque todos me dizem que sou demais precipitado, que coloco em palavras todo o meu processo mental (processo mental: é exatamente assim que eles dizem, e eu acho engraçado) e que isso assusta as pesso-as, e que é preciso disfarçar, jogar, esconder, mentir. Eu não queria que fosse assim. Eu queria que tudo fosse muito mais limpo e muito mais claro, mas eles não me deixam, você não me deixa.(será que digo e penso isso para vc ou para outra pessoa)

É uma grande bobagem pegar na mão de alguém ,quando ambos lados não sentem nada.Fato!

Por que as pessoas fogem ?Por que as pessoas põem a pressa como empecilho para resolver coisas,falar,sentir?Por que as pessoas brincam com sentimentos?Por que não se entregam?Por que machucam os outros?Por que há tanta insensiblidade no mundo?

Meu coração apertado faz muitas perguntas hoje!

"No século XX não se ama. Ninguém quer ninguém. Amar é out, é babaca, é care-ta. Embora persistam essas estranhas fronteiras entre paixão e loucura, entre paixão e suicídio. Não compreendo como querer o outro possa tornar-se mais forte do que querer a si próprio. Não compreendo como querer o outro possa pintar como saída de nossa solidão fatal. Mentira: compreendo sim. Mesmo consciente de que nasci sozinho do útero de minha mãe, berrando de pavor para o mundo insano, e que embarcarei sozinho num caixão rumo a sei lá o quê, além do pó. O que ou quem cruzo entre esses dois portos gelados da solidão é mera viagem: véu de maya, ilusão, passatempo. E exigimos o terno do perecível, loucos"

Poderia dançar agora minha dor.HIER ENCORE para o mundo.
Alimentei tantas esperanças
Que bateram asas
Que permaneço perdida
Sem saber aonde ir
Porque meus amores
Morreram antes de existir
Meus amigos partiram
E não mais retornarão



No meio dessa confusão ,posso dizer que estou feliz apenas com teatro?

terça-feira, 4 de novembro de 2008

Um balão vermelho escrito: vá



" Quando você olha para fora, você sonha, quando você olha para dentro, você acorda."

Eu poderia pintar meu quarto com as cores de Petit?
Que cores seriam suas cores?
Constatou que podia mostrar seu mundo vermelho ao olhos das pessoas.Carrega um coração semi roxo e vermelho,uma casa roxa e branca que não existe mais,um balão vermelho escrito "VÁ" a ponto de subir para o céu ,céu lilás com desenhos de grandes borboletas nas nuvens.

Pensou pela manhã sobre o se acostumar...
Se acostuma para evitar feridas, sangramentos, para esquivar-se da faca e da baioneta, para poupar o peito.
A gente se acostuma para poupar a vida.

Ela acordou.Lembrou que ele existia..esse fato a incomoda.
daí vá ficando por aí
eu vou ficando por aqui
evitando
desviando
sempre pensando
se por acaso
a gente se cruzasse...

Tomada por um sono,estranhou a própria cama.Onde estava?
Matou saudades da cama à tarde.Abraçou-se no cão e escutou músicas que tocam a alma.
Sentiu uma ponta de solidão.
Na madrugada chegou à conclusão que é mais apegada as pessoas ,do que a coisas materiais.
Sentiu falta da cidade.
Sentiu saudade das amigas...cozinhara com carinho para as duas.

Primeiro dia de entrega.Está cansada.Entregou-se realmente.Dançou suas dores,sua leveza,suas vontades ,seu lado mãe,filho,pássaro.Cada dia tem certeza que ama o teatro.Nossa como os olhos falam.Conseguia ver um pouco da história de cada pessoa.Sim, nós temos medo de olhar nos olhos.

Gritou para tirar o vazio...vazio que ali existe.
Falou de amor e fez perguntas,porque ela não sabe o que é isso!(nada mais a surpreende )ou irá surpreender.

Viu que existem muitos cavalos com fogo nas patas que correm em direção ao mar.
Você já deixou de ir para rua por medo de encontrar?

Não aceita convites de pessoas alcoolizadas,que só querem uma boa tre...

Tem os que passam
e tudo se passa
com passos já passados
Tem os que partem
da pedra ao vidro
deixam tudo partido
e tem, ainda bem,
os que deixam
a vaga impressão
de ter ficado.

Quando nada mais houver,eu me erguerei cantando,saudando a vida com meu corpo de cavalo jovem.E numa louca corrida entregarei meu ser ao ser do Tempo e a minha voz à doce voz do vento.

ps:Não ando perdida, mas desencontrada.Levo o meu rumo na minha mão.

Elis fala por mim..fala...

segunda-feira, 3 de novembro de 2008

Éphémères



Sem palavras.Tudo forte demais nesse coração.
Voei.
Feliz por rever amigos.Queridos,queridos,queridos...
Confessa:deixou seu coração lá na outra cidade.Quer voltar!A felicidade estava deliciosa.(metade do meu mundo perfeito é encontrado)
Fez falta seu amigo...cadê filmes na madrugada?Estranho a madrugada chega e ela sozinha agora.
Poeira nos livros,roupas no lugar,lambidas dos cães,cheiro da casa,coisas no seu devido lugar.
Não olhou para cidade,mas ela não doía tanto para um começo.Ela ainda não chegou.Só o avião aterrisou,ela não.
Encontros bons!
Teste!Passou.Enfim ,algo para se dedicar de alma.
A cidade não mudou,não é de se admirar.
Triste e feliz,triste e feliz..duas metades.entende?
Então sem poder expressar confusões de sentimentos, deixa coisas lindas que descobriu ...dos efêmeros à músicas,elas podem falar por si.
ps:desistiu de seus impulsos ,quando chegou aqui!
ps 2:saudades oreia.
ps:medo das cartas.
ps:sorvetes são bons.

"PARA FALAR DE BONDADE E BELEZA HUMANA,PRECISAMOS FALAR DE PERDA,POIS É SÓ APÓS A PERDA QUE NOS DAMOS CONTA DO VALOR DO QUE PERDEMOS"

"ESTA É A MINHA VIDA ESTE JOGO CONJUNTO.SUBIRMOS TODOS JUNTOS EM UM NAVIO QUE PARTE PARA LONGE ,BEM LONGE,PARA DESCOBRIR UMA TERRA LEGENDÁRIA E INTACTA.EU QUERIA VIVER ISTO TODOS DOS DIAS ATÉ A MINHA MORTE."

"DO PRESENTE QUE JÁ NÃO É PRESENTE NO MOMENTO EM QUE DIGO A PALAVRA "PRESENTE".TALVEZ DA BELEZA DOS SERES,DA DIFICULDADE QUE TEMOS EM APREENDER ESSA BELEZA, E QUANDO,NOS DAMOS CONTA DO QUANTO ESSE INSTANTE ERA BELO,ELE JÁ PASSOU.SOMOS INSTANTES DO QUE NOS FIZERAM."

Hoy te quise besar muy deprisa para encerrarte en mi mar, encender tu lugar oscuro, mezclarte con pincel. Hacer promesas de acuarela; intentaré no salirme del papel.

sábado, 1 de novembro de 2008

O dia que fui Alice.



Bang bang she shot me down
Bang bang I hit the ground
Bang bang that awful sound
Bang bang my baby shot me down

Garota de vermelho,caminha com seus sapatos vermelhos,flores na cabeça e seu coração semi roxo e vermelho.
"quando as pessoas dizem que a vida delas daria uma novela, elas estão certas..."

Chorou .Não quer voltar.Ouviu do amigo: -Você não está sozinha!
Um abraço, que não sentia a tempos.
Deitou após um passeio lindo...dormiu junto ao cão.
A felicidade a tomava de tal maneira,que não queria voltar.Chorou.
-Me sinto sozinha na volta a cidade que tem alegre apenas em seu nome- disse ela.Aqui não,esta cidade me abraça.Eu me abraço aqui!

Escutara ele..cujo cantor não queria mais ouvir,mas ele tocou.Tocou seu coração como se o saxofone fizesse carinho em sua alma ,em suas pequenas esperanças.Creio que algumas vezes ela sente saudade do carinho.Nessa cidade a melancolia toma conta de seu coração...aqui não.
Sonhava que um dia alguém podia dançar esta canção com ele,por sobre seus pés e embalar seu carente peito que às vezes;clama com medo.Quem sabe ela dance sozinha.Cria sua dança e mostra ao mundo.
Um dia queria ser esta Alice do Tom.Um dia queria tocar Blue Valentine e embalar-te amor que virá.

Hoje se sentiu sozinha no meio da felicidade.Compartilhou com a velhinha da parada de ônibus, de sorriso engraçado, que contava suas peripécias em Paris.Gosta de conversar com os velhos,gosta de olhar nos olhos e ver suas histórias.

Conheceu praças,conheceu mais arte,comprou flores para enfeitar os cabelos.Ela enche a cabeça de flores,de cores,de roxo,de vermelho,de....

Toca Alice.Toca meu coração.
Toca Camille porque meus cabelos são brancos.
Sou um Frankestein sentindo frio.
Sou que têm medo das cartas,elas dizem demais.
Sou a que canta francês com Piaf,Marlene,Camille,Carla...elas fazem com que se sinta viva,acreditando no impóssível.
Sou um 8 tentando se organizar.
Sou um doce.
Sou orquídeas que duram eternamente.
Sou um medo de encostar naquele telefone e ligar.
Sou dança interna.
Sou a amiga com saudade.
Sou todos orixás.
Sou toda carga flamenca dentro do corpo.
Sou una niña.
Sou a que se perde nas ruas e adora se encontrar.
Sou empolgada com praças,grandes óculos,colorido,antigo,novo,gente,crianças,ruas...

But now that IÂ’m a grown woman and I know
I know, I know I can see the cold
I can see the cold to the place where he is born.

Oportunidades surgem à noite e parece que tudo não está no seu destino..parece que seu lugar e aí(cidade melancólica,onde as pessoas têm medo de amar),mesmo que meu coração não queira...ela foge?não sei.

Hay un trozo de luz
en esta oscuridad
para prestarme calma.
El tiempo todo calma,
la tempestad y la calma,
el tiempo todo calma,
la tempestad y la calma.

"Aprendemos que é possível ser feliz simplesmente pelo fato de estarmos vivendo."
Bate um cansaço de uma busca que nem sei o que é.
Sabe que eu queria? ...uma tremenda e imensa sorte.
Uma sorte linda e brilhante!

Ao som de Waits ...sonho...mesmo que essa música já esteve em teus ouvidos...

sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Strange fish



Pés doem.
E ela caminhou sozinha todo dia.Oh ,beleza!
Um frio da peste!

Cheguei à conclusão:sou um garoto com os meninos.Sim a maluka,a Petit,sem noção.Sabe os homens não me conhecem,muito menos do que eu me conheço. Escolhas erradas ,garota!Como o Rê disse:vc n foi o problema,você sabe disso.
Lava a alma com sabão.
Arrepio.Por que?

E o cavalo de fogos nas patas perdeu vontade de se "entregar"...

Odeio tudo isso.Enfim,fazer o que?Nada.Vamos tentar rir ,nessa alegria suja.
Alegria suja..amei isso!

Aiiiiiiiiiiiii não podemos segurar os sentimentos que estão atravessando o cerébro.

E ela está sozinha porque?(tempo)Mania de se questionar porque está?Está por que era para ser..enfim..não tem volta gata..não tem que fazer...vai beber um drink,falar merda no msn,ir atrás dos seus sonhos,por que amor não tem que esperar.


Assisti aquele vídeo que vimos.Apropriado para o momento "Strange Fish".Uma mulher que busca amor no meio de tantos que amam.E não é que acertei sobre o filme !(ele não me escutava).
Cairam várias pedras.O vermelho me persegue.

Conheci bandinha gostosa de escutar (Little Joy).
Falei a loca e adoro.Que efeito surtiu ,honey?Nenhum e ela ri de tudo isso.

Saudades e não saudades,mas o avião volta.
Que esperar?
Ai sem grandes expectativas.
Já tô com saudade daqui...


Tempo a gente tem
Quanto a gente dá
Corre o que correr
Custe o que custar...
Tempo a gente dá
Quanto a gente tem
Custa o que correr
Corre o que custar...
O tempo que eu perdi
Só agora eu sei
Aprender a andar
Foi o que ganhei
E ando ainda atrás
Desse tempo
Teee... empo de não correr
Nem de me encontrar,
Ah... não se mexer!...
O rio fica lá
A água que correu
Chega na maré
Ele vira mar...
Como se morrer
Fosse desaguar!
Derramar no céu
Se purificar...
Ah... deixar pra trás
Sais e minerais
Evaporar...

Podia ser uma volta triunfal de filme.Putz ,a vida não é cinema..arff!


"Desejo uma fé enorme, em qualquer coisa, não importa o quê, como aquela fé que a gente teve um dia, me deseja também uma coisa bem bonita, uma coisa qualquer maravilhosa, que me faça acreditar em tudo de novo, que nos faça acreditar em tudo outra vez."

Ufa,pavor dessas melancolias que dão à noite.
Ai garota abre um sorrisinho de canto..aqui é o paraíso!