um pouco do que me interessa

sábado, 13 de dezembro de 2008

Sumiços e táxis que nos levam ao que?



Quer dizer, como é que ela não ia sentir alguma - eu não sei. Não sei o que faz isto - esta ligação - não acontecer mais. Se é que jamais houve uma.

Entrei no táxi.Frio na rua.Passei pelo teu bairro.
Qual táxi que pegamos durante as madrugadas que nos levarão a verdadeira felicidade?
Eu queria que aquele táxi que pego para ir ao teu encontro ,não fosse com intuito de unir apenas corpos ,nus e cansados.Gostaria que fosse um encontro de almas e corações tentando descobrir coisas novas ,com um medo que passara lentamente e saborosamente.
Hoje voltei para casa nessa tarde fria que deixara em meu peito.Peguei táxi na noite onde uma estrela pousava em meu peito.Peguei um táxi perto do teu apê ,quase sentindo o cheiro do teu cigarro e ouvindo tua voz malandra.Com saudade do braço que contorna meu corpo,do teu cabelo preto e da respiração na nuca.
Podia sentir que me tocava e poderia dormir sobre ossos novamente.
Mas voltei para casa,pus o pijama de inverno e fiquei a escutar música sem entender simplesmente nada.Quem conhece ambos personagens da história devem estar rindo da minha cara e da minha ingenuidade.Riam e batam palmas.
Parece que o destino quer que eu não entenda nada.Deus põe bipolares com problemas com passado no seu caminho garota.
Ei monstro eu não quero casar ,nem ao menos sei se quero namorar,mas cuidar do jeito que está e ver o que acontece não pode ser?

Hoje um amigo disse que "Alice no país das maravilhas" era muito curiosa.Tô me sentindo uma Alice perdida num mundinho sujo.Perdida num monte de sentimentos.
Eu não sei se estou sofrendo,por que a gente vai caindo e levantando.Mas dá raiva de tudo e tu grita pra Deus e diz:Pô ,por que não?

Eu peguei meu telefone e pensei em te ligar,mas as cervejas e a noite será tua melhor cia.
Eu vou dormir com uma puta vontade reprimida.
Eu vou dormir com vontade de te beijar
Eu vou dormir pensando nas palavras que disseste
Eu vou pensar em quem amei de verdade ou penso quem me amou de verdade?
Eu vou pensar por que as pessoas só trepam e não querem sentir
Eu vou pensar por que eu sou estupidamente intensa,mas minha intensidade não é com qualquer coisa,com qualquer um e nem é na mesma medida.

Eu penso:"A gente pensa em falar um monte mas não fala. A gente sente. Quando se sente, a gente cala."

Se ela pudesse me ver agora, tenho certeza de que ia me amar. Aposto. Aposto que ia. Como é que podia deixar de? Olhe para mim agora. Como estou. Se ela pudesse me ver assim - esperando por ela, horas antes, muito antes da hora em que era esperada; esperando por qualquer sinal; qualquer ruído dela. Ela ia ver a minha ansiedade. Ia ver este desespero no meu peito. Se ela pudesse me ver agora, de uma distância, sem que eu soubesse que ela estava espiando, ia me ver como realmente sou. Como é que não teria algum sentimento por mim, então? Algum... mas talvez não. Talvez seja... quer dizer, talvez haja alguma aversão numa coisa assim. Não sei exatamente como é que isto funciona, mas - talvez haja uma - uma reação de alguma espécie quando alguém está muito ansioso - muito precisado, muito necessitado. Não sei. Alguma - convulsão. Não. Não, isto não - Não é bem isto. Isto nem chegar a ser uma palavra, não é? "Convulsão"

Pedaço do texto de Sam Shepard e lembro de ti...

Pensamento 2:em quem eu confio para falar de ti?
Pensamento 3:tiro tu do pensamento e do coração?
Pensamento 4:tira essa cerveja da mão e me abraça

o que eu faço?

Bah eu queria um enorme abraço,um encontro contigo e foda-se tudo.

2 comentários:

Alice Castiel disse...

Nossa. fiquei feliz com teu recado.
tambem passei algumas vezes no teu blog. entendi muito do que tu sentia por que creio que temos amigos teatreiros artistas em comum. constantemente ouvia teu nome.
Entao bueno. que compartilhemos mais escritas.
Beijos
Ahh adorei as referencias a alice no pais das maravilhas. ela é minha musa mor. =D

Alice Castiel disse...

coloquei teu blog ali nos meus links!