um pouco do que me interessa

terça-feira, 20 de janeiro de 2009

Beijada pelo vento (você é fake garota)



Et l'amour j'laisse tomber !
ps do ps:não que a garota influencie,mas não desistam do amor como estou fazendo.


“Esta é você. De olhos fechados, na chuva, nunca pensou em fazer algo assim.Você nunca se viu como... não sei como descreveria, como uma pessoa que gosta de olhar pra lua, ou que passa horas contemplando as ondas ou o pôr-do-sol. Deve saber. Deve saber de que tipo de pessoa estou falando, talvez não saiba. Seja como for, você gosta de ficar assim, lutando contra o frio...e sentindo a água penetrando por sua camiseta....e tocando sua pele e da sensação do chão ficando fofo debaixo dos seus pés. E do cheiro...e o som da chuva batendo nas folhas. De todas as coisas que estão nos livros que você não leu. Essa é você....quem teria imaginado...você.”


Foi até a janela à pedido do pai amigo.
Ele disse:- Vá até a janela e sinta o vento
Sentir o vento vindo da cidade de pedra,um vento que lhe acariciasse e a fizesse parar de chorar.
O vento estava gelado e tocou seu rosto do lado esquerdo.As lágrimas começaram a ficar mais pesadas.
Um silêncio na rua...
A luz do poste na frente da janela...
Ouvia de longe o barulho dos carros...
Pôs a mão sobre o rosto e chorou
Teve uma fé enorme que através do vento o carinho viesse.
Uma fé que saísse esse nó que ela têm na garganta.
E ela e o amigo conversaram sobre a noite por pensamento.
Pediu para ele e a lua que lhe tirasse do coração a sua confusão.
(Ai! Por quem és, desce do céu, ó lua branca
Essa amargura do meu peito, ó vem,arranca
Dá-me o luar de tua compaixão
Ó! vem, por Deus, iluminar meu coração)


No elevador.Sozinha.Nos ouvidos a música dizia:
Change your heart
Look around you
Change your heart
It will astound you
I need your lovin'
Like the sunshine
Everybody's gotta learn sometime

Riu ironicamente e desligou a música.
Entrou na aula pronta para a entrega.
E dançou tudo que podia,sentiu todos impulsos ao máximo e dançou amorosamente.
Ficou a olhar suas pernas pequenas,seus pés e se pôs feliz por tê-los
E caiu sobre os pés do homem,roçou seu corpo,empurrou corpos,voou,jogou suas mágoas, ânsias,afetos.Ouviu ao fim dos que a assistiam ,que ela era uma acolhedora.
Sentiu uma felicidade em estar dançando ,misturada com uma tristeza contida.
Leonardo Cohen tocava ao fundo

No fim de tudo cantando para o céu,invocando e agradecendo os deuses da "sua" arte...sentiu que seu pé pingava.
Era sangue.
Havia se cortado.
E sentia que seu pé pingava e uma dor saia.Uma dor dentro dela.Como se aquele sangue desencadeasse seu choro.
Foi até o banheiro e lavou o pé e pediu para água que levasse suas mágoas.
Que elas caissem naquele ralo e ficassem lá.
Elas não foram.
E pediu colo aos amigos e voltou com um nojo de sentir amor.
Sentiu nojo de ter se entregado tanto.
E entendeu por que não pode ter amor de ninguém e porque não oferece ele também.
Como entregar algo machucado,como entregar com marcas,com nomes que ainda saem dos lábios,que guardam ainda cheiros misturados a roupa suja.Uma alma amorosa com fatos não consumados até o fim.Fim impostos,engolidos à seco.Todos aceitados pelo velho papo de o "destino quis assim" ou "foi melhor para você garota"
Acreditas que foi melhor mesmo.Que as pessoas se resolvam,sim!
Mas que você faz com os buracos que deixaram em ti?
Que você faz com o medo que deixaram em vocÊ?

Estas vivendo dois mundos garota.Um mundo real e um mundo de ilusões.
A sensação que a cÂmera está te gravando e que o filme não para ,é constante.
E ela se transporta para filmes preto e branco ,com closes , finais felizes e música da orquestra de fundo.
Leu revistas que falavam do tal assunto que ela tanto escreve (risos,fecha a revista).Nem nas revistas ela acredita mais.
Ouviu do amigo das palavras francesas:GAROTA DE VERMELHO :A DESILUDIDA,ILUDIDA.

Um poço de medo de ser usada,deixada,trocada,ofendida...e isso acontece por que?
Por que vc permiti?
Por que vc põe as pessoas erradas em sua vida?
As pessoas nã vêm com manual de instruções.A gente não lê:Ela vai te machucar,cuidado!
A gente não consegue mandar no coração
A gente não consegue entender a paixão
E a gente pôe incenso na casa ,promete escrever coisas mais alegres nos blogs,come doces,vive o caótico do caótico,se enche de bebida e se perde na noite.
E ai garota você vê que a maioria das pessoas sofre por amor.Então é normal...
Siga que algo um dia lindo vem...a revista dizia:nunca perca as esperanças!

Garota você tem medo de amar e não ser amada.(Seria fácil dizer que me arrependo.
Mas o que seria se arrepender de algo que não se teve escolha?)


As músicas falam por ti
Os poemas e frases que achas na madrugada falam por ti
Amanhã lerão teus signos
Te sentarás na poltrona do cinema e sentirás o que tu mesmo está te impondo
Tudo está por enquanto determinado.
E ela escreveu na parede:Lembre -se vc é frágil!Não se entregue!
Escreveu com batom no espelho: Cuidado com que sente.A gente sente tudo,se envolve com tudo...cuidado.
Um tanto masoquista,mas não estaria você sendo masoquista ao pôr o erro na tua trajetória?
Amar sem dor
Seja este o lema


E a senhora não sabe que todo filme de amor se acaba em beijo?
-Eu sei. Mas já acendeu a luz do cinema. E agora vai começar a minha vida."


Um comentário:

Alice Castiel disse...

a vida fora dos filmes de amor é muito mais intensa, bonita, sofrida e verdadeira.

goza dela minha flor...

e um belo amor vira.