um pouco do que me interessa

quarta-feira, 15 de outubro de 2008

Eu,Nina,Truffaut e L´amour en fuite




"O passado é um bloco inteiro que deve ser deixado para trás..."
"Ao se separar as fotos tudo se resolverá..."

Não leia,se queres novidades!

O vento conversou comigo hoje...muitos anjos passaram hoje na sala.
Revivi memórias no meu corpo.
Dancei minha dança pessoal (e tudo saia do coração).
A menina que escreve palavras no coração,como se ele fosse um diário.


Visitei aquelas emoções,transmitidas pelo meu corpoe depois fiz o que ele me pediu,guardei com carinho as coisas naquele quarto da "mansão assombrada",onde nós nunca visitamos.

Lavei a louça.Peguei uma caneca que dizia uma frase boba(nesse momento é boba).
Um minuto de raiva ,enfiei a caneca na espuma.
Pensei"nunca mais dou canecas de presente para ninguém!"

Pus música na casa e Nina Simone cantou.
Sentei e escutei por horas.Descansei o corpo.
E Nina me disse muita coisa sobre aquele sentimento.E disse "oh querida Petit,Little girl blue é para vc".
Respondi:"Eu conto todos dias Nina" e cantei para ela:
After you've gone and left me crying,
After you've gone there's no denying,
You'll feel blue, you'll feel sad,
You'll miss the dearest pal you ever had.
There'll come a time, don't you forget it,
There'll come a time when you'll regret it.
Some day when you grow lonely,
Your heart will break like mine and you'll want me only,
After you've gone, after you've gone away

E um dia eu ouvi que eu era mocinha de filme francês.Deve ser por isso que adoro a música da orquestra que vai aumentando a partir da ação.Desci com Jules e Jim aquela colina falando francês e sorrindo.
Quantas CATHERINES de Trufaut devem existir?Complexas,fugindo de tudo,não sabendo lidar com o amor.Incertas se querem um ou outro.Incapazes de serem fiéis.
Mas após, Jules et Jim ,Trufaut me disse:"Sofremos diante do aspecto provisório de nossos amores e esse filme Petit nos leva a sonhar com o amor definitivo"
Respondi:"Ok,eu vou tentar acreditar na possiblidade do definitivo"(dei um riso sarcático no fim da obra).

Você me disse :amo você
E eu disse:Espere
E eu ia dizer:"Possua-me"
Você disse :vá
(e Trufaut já começou com tudo o filme e eu pensei:putz por que escolhi este filme?...arff!")

Abri a página de um livro
Lá dizia:
Eu quero um amor feinho.
Amor feinho não olha um pro outro.
Uma vez encontrado é igual fé,não teologa mais.
Duro de forte o amor feinho é magro,doido por sexo .
Tudo que não fala,faz.
Planta beijo de três cores ao redor da casa
e saudade branca e roxa(ops, Petit para de ler livro,respira,segue...)
da comum e da dobrada.
Amor feinho é bom porque não fica velho.
Cuida do essencial ;o que brilha nos olhos é o que é:
eu sou mulher e você homem.
Amor feinho não tem ilusão,
o que ele tem é esperança
eu quero um amor feinho.

Eu que gosto de ganhar apostas,hoje ganhei uma aposta que não queria.
Hoje foi o gosto amargo da vitória.Queria ser o perdedor.
E ela teve esperança...

E o homem perguntou :"Você no seu palácio princesa,está feliz?"
E a moça de vermelho disse:"não sei,posso te responder outro dia?"

E ela (supermercado-abre portão-desliga alarme-casa-sofá-comer-banho-música-filme-internet-sono)sem resposta.

E a música tocou:



4 comentários:

Lu Bendati disse...

eu quero ler esse livrinho do amor feinho... beijos de euzinha corre-corre-sem-parar....

Daiane Oliveira disse...

amei o " não leia se queres novidade" hehehehehehe
amoreeee
poeminha q me deixa pasma!!!
ai canecas, ai filmes, ai tudo...
ado se quer escapar parece que tudo nos leva de volta!

saudade tuaaaaa
muita muita!

Oscar disse...

Achei muito lindo o texto!
Te amo flor!

Juliane Bitencourt disse...

eu só queria te ver cantar em ingles....hehehehe.saudades moreco.