um pouco do que me interessa

segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Sobre a neve em frente à Torre Eiffel



Liberdade – Faculdade de cada um se decidir ou agir ou agir segundo a sua própria determinação. 2. Estado ou condição do homem livre. 3. Confiança, intimidade (às vezes abusiva).

Num céu a cinco minutos da tempestade!!
Sonhando em tomar um banho, e seguir para neve em frente da torre Eiffel tomando champagne,para brindar a felicidade.Um dia ela vem.
Naquela noite seu anjo disse:sentir é pensar,pensar é sentir.
E ela deixou passado de lado e venho sentir.Chega de filosofia antiga.
Ela está extasiada.Dormir já não dorme,o tempo é curto,muita coisa para observar.Que lindo e belo há em tudo isso.
Não sabe exprimir em palavras.
Ama o caminhar
Ama olhar para o alto e ver os prédios que se perdem no céu
Ama os quadros
Ama ver gente e observar
Ama os doces
Ama os papos à noite
Ama ter dúvidas e chegar à conclusões
Ama roxo
Ama o belo
Ama o contraste
Ama teatro
Ama ler
Ama dormir longamente
Ama igrejas
Ama lembrar dos pais
Ama o amor e tem medo de amar
enfim...ela não sabe...
Uma loucura...descobrindo..indo..indo...
Leu no livro que sempre quis "MAYSA"(amando ler,ter seus olhos sobre palavras) e pensou numa frase:
TODOS SABEM MEU PASSADO
NINGUÉM SABE MEU FUTURO
E SÓ EU SEI DO MEU PRESENTE

Então já diz tudo!

Neste tempo aqui que não sabe como se expressar...deixara tudo de lindo aos que aqui lêem.Se pudesse dizer o quanto de belo e feio está vendo,sentindo.Cidade de pedra ,prédios,beleza,sufoco,acolhimento,amigos,teatro,teatro,teatro,arte!
Enfim...ai eu
Saudades.
EU SOU UM CAVALO NOVO COM FOGO NAS PATAS QUE CORRE EM DIREÇÃO AO MAR!


Sim ,eu amava,é o nome que dava ,que ainda dou,ai de mim,ao que fazia,naquela epóca

O que conheço menos mal são minhas dores.Penso nelas todas,todos dias,é rápido,o pensamento vai então depressa,mas elas vêm todas do pensamento.Sim,há momentos,principalmente á tarde ,em que me sinto sincretista.Aliás ,conheço mal também minhas dores.Isso deve ser porque não sou apenas DOR. Aí esta a astúcia.Então me afasto,até o espanto,até a admiração,como de um outro planeta.Raramente,mas é o bastante.Nada cretina,a vida.Ser apenas dor,como simplificaria as coisas!Eu lhe contarei assim mesmo,um dia ,se me lembrar ,e tomara que consiga,minhas estranhas dores,em detalhes.Falarei das dores do entendimento,as do coração ou afetivas,as da alma(muito simpática,as da alma) e depois as do corpo.

"Eu odeio pessoas que entram num bar e não bebem. Eu odeio testemunhas... Um bar é um templo: entrou, tem que beber!"

CALAR E QUEIMAR POR DENTRO É O MAIOR CASTIGo QUE A GENTE PODE SE IMPOR.

Põe-me como um selo no teu coração ,como um selo sobre tua boca,porque o amor é forte como a morte e a paixão,é violento como a morada dos mortos

"NÃO QUE EU TENHA ILUSÕES ,MAS É PRECISO QUE ALGUMA COISA ACONTEÇA NO MUNDO"

Eu também devo voltar se pensar como essa gente.Mas eu vu aonde você vai.Você também.Tente.Veja.Os raios da lua fundem minha cintura ao teu ventre.

"O homem sempre viveu o mito do amor. Para muitos, amar significa renunciar à liberdade"

F.não tem grandes ambições ,mas sente-se estimulada pelo mundo espetacular que a cerca e parace estar ao seu alcance...Às vezes se surpreende alimentando pequenos dramas para torná-los mais interessantes aos olhos do analista"

Começa ,começa o teu dia...ah!Vai ser mais um dia feliz!Mais um dia feliz ,apesar de tudo até agora!



“... é preciso agarrar-se a algo...”

2 comentários:

Oscar Duarte™ disse...

Achei lindo, lindo mesmo, esse texto me deixou pensativo...a frase que me marcou nessa leitura foi "CALAR E QUEIMAR POR DENTRO É O MAIOR CASTIGo QUE A GENTE PODE SE IMPOR."....

Tiago disse...

Olá já que vc utilizou o nome da minha peça vá assisti-la.Está em cartaz no Satyros II às 23:00hs.
Abraço, diretor; Tiago Trindade Moraes