um pouco do que me interessa

sábado, 18 de outubro de 2008

Exit



Viu que era resultado de uma lembrança e detestou ser.Chegou à conclusão de que
é melhor viver cada instante intensamente, assumindo as conseqüências boas e ruins, do que simplesmente passar pela vida.

Eu sou uma banheira transbordando sentimento!-afirmou ela.E não tem ninguém pra fechar a torneira.
Digamos que hoje ela foi até a banheira e com força fechou a torneira.Ela pinga ainda algumas gotas ,gotas que ela não poderia explicar ainda o que são.

A pedido do público,do tempo,do peito que já doia ;para que a mocinha pensasse com a cabeça e não com o coração. Aceito pedido.
Brilho eterno de uma mente sem lembranças.
Foi até o "médico",entregou sua "caixa das emoções" e pediu que fizessem o tratamento de choque.Passou por imagens,frases,risos,sonos,declarações,comidas,noites e bum!Acabou!
Tudo começou a partir do momento que viu que o "homem que corria" é a pessoa mais egoísta que já conhecera.E foge,foge,foge...cuidado para não fugir de você mesmo.
Saiu do médico anestesiada.Talvez por um bom tempo não saiba o que dizer.
Pode dizer que hoje foi um dia extremamente difícil.
Recomeça!Ela vai se aprontar para um novo filme,com personagens mais interessantes.Dizem que este filme vai sair só para ano que vem.("não se deve voltar aos campos de batalha)
Acabou o filme!(Abençoados os que esquecem, porque aproveitam até mesmo seus equívocos)
Levem o resto de pipoca para casa e comentem que o filme foi triste e bonito e que o protagonista era péssimo

Sobre a casa que a cerca:
Saudade de um amigo.
A borboleta continuou mais um dia com ela.Acordou e sorriu com sua nova cia.
Disse ao mundo hoje com lágrimas nos olhos"Eu sou um cavalo novo com fogo nas patas que corre em direção ao mar"e convenceu a si e a todos que ela era forte.
Dançou como se fosse uma entidade e sentiu a força que estava "guardada" a muito tempo.
A moça de vermelho cessou a corrida.
Ela percebeu que não era aquele "monstro" que o homem que corria lhe definiu.
Cansou de sofrer,pois sentia que o coração já estava tão machucado por alguém que despreza sua existência.
Então a moça de vermelho seguiu um caminho...mas seguiu agora sem resquício.
Tudo agora esta apagado! (ah como é fácil escrever garota)
Vai doer...mas é a vida...

Saudade, vai dizer ao vento
Que a dor da desilusão passou
E saiba que não há tormento tão intenso
Como aquele que você me provocou
Saudade, tudo tem seu tempo
E o seu já terminou
Espero que depois de tudo que eu passei
Você me faça esse favor
Andei revendo tanta coisa em minha vida
Estou apagando cada sombra de amargura
Que havia dentro do meu coração
Agora, vou seguir outro caminho
"Quem sabe esquecer o que passou?
Saudade, diga ao vento que a tristeza deu um tempo
E não esqueça que você já me deixou

E se essa que vós fala cair novamente.. me puxa e entenda:
Eu não sou um conceito, sou só uma garota ferrada procurando paz de espírito... Não sou perfeita.

05:46h

2 comentários:

Oscar disse...

O que posso dizer?

Lindo Lindo Lindo!

Daiane Oliveira disse...

eu como sempre, estarei aqui!